Ads Top

convite para visitar o site da Loja Fetiches

Ácaros: o que são, sintomas e como eliminá-los dos ambientes

A maioria das pessoas já ouviu falar em ácaros, que são rapidamente associados a sintomas de quadros alérgicos tais como espirros, tosse, secreção, coceira e obstrução nasal, entre outros sintomas que tanto prejudicam a qualidade de vida de uma pessoa.

Para quem sofre, por exemplo, com rinite alérgica e asma, os ácaros são, aliás, grandes vilões. Porém, nem todo mundo sabe o que, de fato, são os ácaros, por que eles são tão prejudicais à saúde e, tampouco, como é possível evitar a presença deles dentro de casa, do escritório ou de outro ambiente. Entenda abaixo como os ácaros agem, onde se encontram e quais são as principais medidas para combatê-los.

O que são ácaros

iStock

Larissa Macedo de Camargo (CRM-DF 16425), otorrinolaringologista, membro da Sociedade Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-facial, explica que os ácaros são seres da classe dos aracnídeos, menores que um milímetro, com incrível capacidade de explorar inúmeros habitats. “São adaptados a distribuir-se nas águas, no solo, assim como parasitas em plantas e em outros animais”, diz.

A otorrinolaringologista destaca que os ácaros domésticos apresentam grande capacidade de replicação, em enorme concentração em pequenos ambientes. “Eles sobrevivem bem em colchões, tapetes, almofadas, sofás, pelúcias, lugares úmidos e alimentam-se de descamações de pele humana e de animais. Acredita-se que em um metro quadrado pode concentrar até 100.000 ácaros”, diz.

Os ácaros são maléficos à saúde pois, conforme explica Larissa, em contato com a via aérea superior (cavidade nasal, cavidade oral ou olhos), desencadeiam resposta imune estimulando a liberação de substâncias, como histamina. “Tais substâncias causam os sintomas clássicos dos quadros alérgicos, como espirros, obstrução nasal, secreção clara (coriza), coceira nasal, tosse, bem como sintomas cutâneos, como dermatite alérgica”, esclarece a otorrinolaringologista.

Tipos de ácaros

Larissa lembra que a diversidade é enorme, podendo chegar a quase 50 mil espécies. Dentre as quais podem ser destacadas:

  • Dermatophagoides farinae: ácaros considerados os principais causadores de dermatite e asma, presentes em roupas de cama, colchões, travesseiros, carpetes, tapetes e bichos de pelúcia.
  • Dermatophagoides pteronyssinus: espécie também conhecida por estar presente nos tapetes, colchões, travesseiros, roupas de cama e carpete; podendo causar também asma e dermatite.
  • Blomia Tropicalis: ácaros presentes especialmente no pó doméstico.
  • Lepidoglyphus destructor: pode ser encontrado no pó doméstico além de infestar alimentos e produtos armazenados.
  • Sarcoptes scabiei: a fêmea dessa espécie causa a escabiose humana e, também, a sarna em animais.

Como os ácaros são totalmente prejudiciais à saúde e qualidade de vida, é essencial atentar-se às medidas de combate/prevenção.

Como eliminar os ácaros

iStock

Larissa destaca que o foco para redução de ácaros é otimizar cuidados com limpeza. Confira abaixo algumas dicas específicas para os principais ambientes em que se encontram os ácaros.

Sala

Ter às mãos um aspirador de pó é interessante, para tirar com frequência o pó da sala e de outros ambientes da casa.

A otorrinolaringologista Larissa explica que evitar alimentar-se em sofás, realizar tratamentos impermeabilizantes e usar capas antialérgicas são medidas que reduzem a carga de ácaros. “É importante a exposição diária ao sol, o que reduz a concentração”, diz.

“Nas plantas, é importante observar pontos amarelados, manchas marrons; a realização de podas muitas vezes se faz importante. Fortalecer adubação e posicionar as plantas no sol pode ajudar a reduzir efeitos da ação dos ácaros”, acrescenta Larissa.

Quarto

Larissa explica que o ideal é trocar regularmente travesseiros, realizar aspiração de colchões, fazer uso de capas antialérgicas em colchões e em travesseiros. “Evitar alimentar-se sobre colchões é uma medida protetiva contra concentração de ácaros”, diz.

De acordo com a médica, o ideal é que a limpeza das roupas de cama seja realizada semanalmente. “Mas, em períodos de maior calor, quando suamos mais, a frequência pode ser a cada três dias”, orienta.

Cozinha

Fontes importantes de ácaro são panos de prato e toalhas de mesa, que devem ser trocadas mais de uma vez por mês, conforme orienta Larissa.

“Armários devem ser higienizados uma vez por semana. É preciso ainda ter cuidados com as louças, nunca acumular louças sujas. Destaca-se atenção especial às esponjas de cozinha, foco importante de ácaros, que devem ser trocadas semanalmente”, ressalta a médica.

Banheiro

O principal cuidado é em relação às toalhas, que são fontes de ácaros. “Devem ser lavadas em água quente frequentemente. O ideal é que isso seja feito a cada três usos, sempre com cuidado para estendê-las (nunca deixá-las jogadas)”, orienta Larissa.

“A higiene do vaso sanitário e do suporte de dente e sabonete também é importante neste sentido”, acrescenta a otorrinolaringologista.

Escritório

Larissa explica que tanto o escritório quanto os demais cômodos da casa devem estar sempre arejados e limpos. “Abrir as janelas, deixar o sol entrar, tornar o ambiente o mais arejado possível, além de reduzir o uso de tapetes e carpetes, são dicas essenciais”, diz.

Vale ressaltar que os ácaros podem afetar os animais de estimação, especialmente os gatos. De acordo com Larissa, uma das principais manifestações nos gatos é a otite externa, que se manifesta com secreção marrom-escura, coceira e sacudidas na cabeça. “O tratamento consiste em medicações tópicas sob orientação do médico veterinário”, comenta.

Sintomas da presença de ácaros

iStock

Mas, como identificar quando os ácaros estão afetando sua saúde? Larissa comenta que os principais sintomas serão apresentados conforme o local acometido, podendo-se destacar:

  • Rinite: com a presença de sintomas como coceira nasal, coriza, obstrução nasal, olhos lacrimejando, espirros, comprometimento na qualidade de sono, redução da capacidade respiratória nasal, redução da qualidade de vida da pessoa.
  • Asma alérgica: processo inflamatório pulmonar caracterizado por quadro de tosse, dificuldade respiratória e sensação de chiado pulmonar.
  • Dermatite atópica: manifestações cutâneas caracterizadas por coceira, vermelhidão e lesões cutâneas.
  • Conjuntivite: pode desencadear sensação de queimor, sensibilidade à luz, edema nas pálpebras, vermelhidão importante.
  • Escabiose: provocada pela fêmea da espécie Sarcoptes scabie, penetra na pele, lança os ovos, desencadeando reação alérgica local, o que provoca coceira, lesões traumáticas pelo ato de coçar.

Interessante saber que, nos animais, a espécie Sarcoptes scabie causa a sarna sarcóptica. Mas, ressalta Larissa, vale destacar que cachorros e gatos não transmitem a sarna, o contágio se dá somente entre humanos, contato com pessoas e objetos contaminados.

Agora você já sabe por que os ácaros são prejudiciais à saúde. Mas, adotando medidas simples, é possível evitar que eles se proliferem dentro de casa ou de outros ambientes. Aproveite e esclareça suas dúvidas sobre rinite alérgica.

O post Ácaros: o que são, sintomas e como eliminá-los dos ambientes apareceu primeiro em Dicas de Mulher.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.