Ads Top

convite para visitar o site da Loja Fetiches

Avós conectadas: elas se cuidam, são super ativas e querem ser exemplo!

Helô Pinheiro, Beth Szafir e Kika Saro em momentos de descontração com os netos

O It Mãe conversou com três avós que fazem o maior sucesso nas redes sociais: Helô Pinheiro, Kika Sato e Beth Szafir. Elas trabalham, têm milhares de seguidores e até gravam vídeos para o canal do Youtube. Com bastante autonomia e uma rotina bem agitada gostam de levar os netos para passear, conversam, orientam sobre os medos do mundo moderno e afirmam que apesar de ser difícil dizer não, procuram ser parceiras dos filhos na educação dos netos. Helô Pinheiro com a neta mais nova Manuella, filha de Ticiane Pinheiro e César Tralli, de apenas 1 semana.

Helô Pinheiro com a neta mais nova Manuella, filha de Ticiane Pinheiro e César Tralli, de  1 semana (foto: arquivo pessoal)

  “Eu sou uma avó muito ativa, que trabalha bastante e gosto muito de curtir os netos. Tenho minha loja em Penápolis (interior de São Paulo), meu canal no YouTube, além do tempo para curtir a família. Vamos a parques, piscinas, cinemas, shows, teatros. Eles adoram a Turma da Mônica! Fomos conhecer a produtora do Maurício de Souza e gravei nossa visita para o canal”, conta Kika Sato, que é mãe da apresentadora Sabrina Sato e avó de três netos. Já Beth Szafir, mãe de Luciano Szafir e empresária, compartilha logo de início os aprendizados que os avós têm com os pequenos. “Com meus netos aprendi a dar mais amor do que já dei. Aprendi a escutar bastante. Tudo o que eles falam ouço com muita atenção. Eu estou trabalhando bastante atualmente, e quando estou menos ocupada eu vejo mais meus netos. Gosto de todo domingo reunir a família em casa”. O que essas vovós concordam é que ser avó é uma das partes mais divertidas justamente porque a função dos pais é diferente da dos avós. “Eu nunca pensei em educar meus netos como eduquei meus filhos, é totalmente diferente. Então, a minha maneira de ver é que os avós eles não deseducam, mas ajudam, sim, a brincar mais, a levar a vida um pouco mais leve, sem essa coisa de exigir muito da criança. Ser avó é um parque de diversões”, explica Helô Pinheiro, mãe da Ticiane Pinheiro, e que aliás acabou de ser avó novamente com a chegada da Manuella.

Avós que se cuidam e querem ser exemplo

As vovós de hoje não ficam mais sentadas na cadeirinha de balanço, como disse Helô. “As avós de hoje têm um gás incrível. Eu, pela manhã, faço minha academia, minha dança, meu aero jazz com a [professora] Regina Calil, faço um pouco de musculação. Tudo isso para poder logicamente acompanhar o ritmo dos netos, que têm aquela agilidade jovial e que a gente tem que também acompanhar. E tenho na parte da tarde meu trabalho para eu poder conciliar tudo de uma forma que eu me sinta feliz e útil”, explica Helô. Beth conta que nunca foi de planejar muito as coisas. “Eu nunca fui de dizer ‘quando tiver meus netos vou fazer isso ou aquilo’, não planejo nada. Eu deixo as coisas acontecerem. Mas considero que fui uma boa mãe e acho que sou uma boa avó. Não interfiro na vida deles, não passo por cima dos filhos em relação aos netos, assim como eu não admiti que passassem por cima de mim”.   Beth Szafir com os netos David e Mikael_filhos Luciano Szafir.

Beth Szafir com os netos David e Mikael_filhos Luciano Szafir (foto: reprodução Instagram)

  Helô explica ainda que “as avós de hoje são atuais, elas querem realmente dar o exemplo para os netos de ser uma pessoa dinâmica, guerreira, que é muito melhor do que aquela avó que, apesar de ser boazinha e querida, perdia muito tempo numa cadeira de balanço”. Aliás, essas vovós super conectadas aproveitam o público que têm nas redes sociais e os netos para passar inclusive ensinamentos, como é o caso da Dona Kika, que também fala sobre educação financeira. “Aprendi muito com meus pais a planejar o futuro porque quando envelhecemos a produtividade cai e os meus pais sempre diziam que deveríamos poupar enquanto éramos jovens. Então, converso muito sobre futuro, sobre o tanto que a mamãe e o papai trabalham e se dedicam para conquistar as coisas, tudo é muito explicado para eles”, afirma ela.

Dizer “não” é difícil, mas é preciso

“Vixe, é difícil dizer não. Dói, incomoda, mas às vezes é necessário. O ‘não’ que a gente fala para os netos é um ‘não’ mais brando porque você não pode querer educá-los de maneira diferente daquela que a mãe costuma educar. Eu sou uma vó que se puder dar o mundo eu dou o mundo, se puder pegar um pedacinho da nuvem, se eles quiserem, eu vou lá e pego. Mas, logicamente, sem essa de acostumar de forma errada, apenas com dedicação, com carinho, com compreensão”, comemora ela. Segundo Dona Kika, ser avó é uma explosão de felicidade. Mas apesar da famosa frase de que “os pais educam e os avós estragam”, essas vovós mais modernas tentam ser firmes. “Quando preciso digo não e explico o porquê desse não. O papel dos avós é ser coerente com o pensamento dos filhos. Se o pai da criança não quer que o filho coma doce, por exemplo, o papel dos avós é não dar doce para o neto! Se a criança perceber mais liberdade com os avós fica difícil de aceitar um ‘não’ dos pais”, afirma. Beth analisa a relação entre ser mãe e ser avó e destaca que são relações diferentes. “Você não cria os netos, você apenas curte. Quando estamos juntos eu gosto de conversar, fazer carinho, levar ao cinema. E quando é preciso eu falo com eles como com qualquer outra pessoa, mas não dou bronca, sempre falo a real para eles. Eu acho que o papel dos avós é dar amor e carinho. E na verdade eles conseguem tudo comigo, faço tudo o que eles querem”.

Conectadas sim, sem diálogo nunca

O que é muito comum nos dias de hoje é observar os pequenos já mexendo no celular com facilidade e até mesmo compreensão de como funcionam as plataformas. Mas Dona Kika alerta que é preciso cuidado porque falta muito diálogo com as pessoas hoje em dia. “Isso é uma coisa que eu prezo muito, a conversa. No meu canal tem vídeo para todos os gostos, tem vídeo de receita, treino, história engraçadas que vivemos em família ou amigos, viagens, música. É uma delicia e lanço vídeos toda semana”. Dona Kika com as duas filhas e os netos.

Dona Kika com as duas filhas e os netos (foto: divulgação)

  Pensando em estar sempre perto das netas e vivendo a vida real, Helô explica que hoje ela tem netas nas mais diversas faixas etárias e procura aproveitar os momentos com cada uma levando isso em consideração. “As faixas etárias de cada neta, das quatro que eu tenho, são bem diferenciadas. A mais velha já na faixa dos 20 anos,  a do meio com 15, a Rafinha com 10 e a Manu, que está com alguns dias ainda. Com a Bruna (20) já estou naquela fase de orientação porque namora, já tem um outro estilo de vida. Com Heloísa Helena, a Lolle (15), o que me marca mais é a parte dos estudos, ela sempre me solicitou muito pra ajudá-la nos deveres de casa e eu estive bem presente. Com a Rafinha é mais diversão, viagem, brincadeiras e acompanhar quando precisou que eu estivesse perto. Com a Manu agora é ficar curtindo, vendo mamar, se está dormindo e registrar para ela mais tarde saber que a vovó a ama assim como ama as outras”.

Avós de hoje, netos do futuro

E como os momentos com os avós são sempre muito marcantes e deixam sempre aquele gostinho de infância na vida adulta, as vovós aproveitam para deixar os seus recados nesse dia especial. Beth Szafir mostra o lado dos avós nesse mundo cheio de tecnologias e com um volume de informação tão grande que, muitas vezes não se percebe o tempo passar. “Tratem bem os seus avós porque eu acredito que todos os avós têm um carinho enorme pelos netos e consideram eles como segundos filhos. Então, cuidem bem porque elas sempre estarão ao seu lado”. Já Helô aproveita para compartilhar uma mensagem pessoal que vai passar de geração para geração. “A vovó está aqui sempre pronta para poder dar o melhor para cada uma delas. Eu tenho até uma musiquinha que eu fiz para a minha primeira filha e que cabe para cada neta minha que é: ‘Cristiane Andreia, eu vou te buscar, lá bem no fundinho, no fundo do mar. Como os peixinhos você vai aprender a nadar, como os gatinhos, miados vai soltar. E quando crescer, tudo isso vai esquecer, mas a mamaezinha está pronta para contar’. E agora é a vovozinha que vai contar”.

O post Avós conectadas: elas se cuidam, são super ativas e querem ser exemplo! apareceu primeiro em It Mãe.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.