Ads Top

convite para visitar o site da Loja Fetiches

Miley Cyrus revela que decidiu largar Hannah Montana após perder virgindade, se abre sobre ‘casamento moderno’ com Liam e explica por que não gosta da palavra ‘esposa’

Miley Cyrus, como a gente bem sabe, é aquela pessoa que cria suas próprias regras e, claro que com seu casamento não poderia ser diferente. Em uma nova entrevista para a revista “Elle”, da qual é capa, a cantora falou sobre sua relação não-convencional com Liam Hemsworth.

Os dois, que estão casados há sete meses, constantemente se tornam alvos de boatos de divórcio por não estarem sempre juntos. “Acho que é confuso para as pessoas eu estar casada”, admitiu Miley. “Mas meu relacionamento é único. E eu não sei se eu alguma vez deixaria as pessoas entrarem nele publicamente porque é complexo e moderno e novo e eu não acho que nós estamos em um lugar onde as pessoas entenderiam”, ela adicionou.

A cantora, então, disse que passa longe da esposa estereotipada. “Quer dizer, será que as pessoas realmente acham que eu estou em casa na p*rra de um avental preparando o jantar? Eu estou em uma relação hétero, mas ainda sou muito sexualmente atraída a mulheres”, ela desabafou, completando com uma metáfora: “As pessoas se tornam vegetarianas por razões de saúde, mas bacon ainda é bom pra car*lho, e eu sei disso. Eu fiz uma decisão de parceiro. Essa é a pessoa que eu acho que mais está lá por mim. Eu definitivamente não me encaixo em um papel estereotipado de esposa. Eu nem gosto dessa palavra.”

[anuncio]

A palavra que ela realmente gosta para definir casamentos é parceria. A repórter resolveu comparar o relacionamento bem-sucedido dos pais de Miley, Tish e Billy Ray, e a diva confessou: “E eles sempre foram parceiros. É por isso que eu gosto dessa palavra. ‘Marido e mulher’ parece um comercial de cigarros dos anos 1950 pra mim.”

Liam e Miley na cerimônia de casamento (Foto: Reprodução/Instagram)

Na entrevista, a voz de “Mother’s Daughter” ainda se comparou a sua personagem na quinta temporada de Black Mirror, Ashley O. “Eles me deram o roteiro e ficaram tipo: ‘Nos avise se estiver interessada’. E eu li e fiquei, tipo: ‘Não é nem uma questão de estar interessada ou não. É apenas porque ninguém mais pode interpretar isso porque é a minha vida. Você pegou a minha vida'”, contou a atriz.

[anuncio]

Após a repórter da ‘Elle’ comparar o episódio da série da Netflix a Hannah Montana e tudo que envolveu ser uma estrela, criança”, Miley admitiu que aceita melhor o seu passado agora. “Eu não sinto mais vergonha disso. É bem legal quando você escuta que a Cardi B ouvia Hannah Montana quando estava no colegial. Isso me deixa feliz”, disse ela.

Sobre o período da Disney, a musa respondeu em que momento quis sair daquele “molde”. “Acho que quando eu fiz 18 me senti ridícula. Assim que eu fiz sexo, eu fiquei, tipo: ‘Não posso colocar aquela p*rra de peruca de novo’. Ficou estranho. Eu apenas cresci”, revelou.

Miley Cyrus como Hannah Montana em 2006 (Foto: Getty)

Cyrus fez uma metáfora sobre uma situação que viveu na época. “Uma vez eu estava nos bastidores da Disneyland e o Peter Pan estava fumando um cigarro. E eu fiquei tipo: ‘Sou eu. Esses são os tipos de sonhos que eu estou esmagando’. Foi assim que as pessoas se sentiram quando viram meu vídeo fumando maconha, mas eu não sou um mascote da Disney. Eu sou uma pessoa”, ela desabafou.

[anuncio]

Grande ativista feminista, Miley ainda falou dos pesos que as mulheres carregam sozinhas: “Esperam que nós mantenhamos a população do planeta. E quando isso não faz parte do seu plano ou propósito, há tanto julgamento e raiva que eles tentam mudar leis para forçar isso em você, mesmo que você tenha ficado grávida em uma situação violenta”.

Ela continuou: “Se você não quer filhos, as pessoas sentem pena de você, como se você fosse uma vadia fria e sem coração que não é capaz de amar. Por que nós somos treinadas que o amor significa colocar a si mesmo em segundo lugar e aqueles que você ama em primeiro? Se você ama a si mesmo, então o quê? Você vem primeiro.”

A ideia de seu sétimo disco de estúdio vem de uma força interior feminina. Para a ‘Elle’, Miley contou: “Meu álbum se chama ‘She is Miley Cyrus’. O ‘She’ não representa um gênero. ‘She’ não é apenas uma mulher. ‘She’ não se refere a uma vagina. Ela é uma força da natureza. Ela é poder. Ela pode ser tudo que você quiser e, por isso, ela é tudo. Ela é super ela. Ela é heroína.”

O post Miley Cyrus revela que decidiu largar Hannah Montana após perder virgindade, se abre sobre ‘casamento moderno’ com Liam e explica por que não gosta da palavra ‘esposa’ apareceu primeiro em Hugo Gloss.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.