Ads Top

convite para visitar o site da Loja Fetiches

Após “verão do inferno”, Meghan Markle procurou ajuda profissional para restaurar reputação, diz jornal: “Sabia que precisava”

Meghan Markle tem passado por maus bocados com a imprensa e a percepção do público sobre sua imagem. Tanto é que o jornal The Post apelidou as férias da duquesa de Sussex como o “verão do inferno”, por conta da irritação dos britânicos com suas viagens ao lado do príncipe Harry em jatinhos privados, e a renovação de 16,6 milhões de reais em sua casa. No entanto, Meghan não é boba! De acordo com a publicação, a ex-atriz está usando a viagem pela África do Sul para melhorar sua reputação.

O jornal cita as ações da duquesa durante a turnê real, sentando no chão com outras mães, abraçando crianças pobres, repetindo roupas e até deixando o anel de noivado de 581 mil reais em casa. Fontes revelaram que Meghan está sendo aconselhada a como restaurar a imagem por amigos próximos, como Kaleigh Thomas Morgan. Ela também pediu ajuda profissional da empresa Sunshine Sachs, conhecida por gerenciar a imagem de celebridades em crise.

Meghan tenta passar uma imagem mais “acessível” ao público. (Foto: Getty)

“Meghan sabia que precisava de ajuda, então ela entrou em contato com poucas pessoas confiáveis, incluindo Keleigh”, disse um informante próximo a Meghan. E acrescentou: “Ela tem algumas amigas no Reino Unido que conhecem muito bem como funciona a mídia britânica”. Ao The Post, a Sunshine Sachs declarou que foi contratada apenas para trabalhar com a fundação beneficente de Harry e Meghan, a Sussex Foundation.

Meghan Markle e príncipe Harry (Fotos: Getty)

No entanto, apesar de todos os esforços, Meghan e Harry precisaram ceder em algo que o público queria há muito tempo: deixaram que o filho Archie fosse fotografado. Antes da viagem à África do Sul, o casal havia soltado poucas imagens do bebê. Por conta disso, tinham sido acusados de “esconder” o herdeiro.

[anuncio]

A conta no Instagram dos duques também postou uma foto da família encontrando o representante do movimento anti-apartheid, o Arcebispo Desmond Tutu. “Archie adorou te conhecer!”, declararam na rede social.

Na primeira turnê real do casal, que passou pela Austrália, Nova Zelândia, Fiji e Tonga, um ano atrás, Meghan usou roupas caríssimas de marcas como Stella McCartney e Oscar de la Renta. No entanto, desta vez, a duquesa optou por peças mais baratas, como uma jaqueta jeans, e vestiu roupas que já usou previamente, até quando estava grávida. Além disso, ela mandou um recado através do visual, optando por marcas sustentáveis.

[anuncio]

A duquesa também mostrou seu lado mais acessível, dançando com as pessoas e visitando um memorial a um estudante assassinado na África do Sul como um “gesto pessoal”, após “acompanhar de perto a história”, de acordo com um porta-voz do palácio de Buckingham. Meghan e Harry também usaram “pulseirinhas da justiça” em homenagem à The Justice Desk, uma iniciativa sem fins lucrativos que apoia o empoderamento feminino.

View this post on Instagram

“Simi kunye kulesisimo” – ‘We stand together in this moment’ The Duchess of Sussex has tied a ribbon at the site where 19-year-old Cape Town student Uyinene Mrwetyana was murdered last month, to pay her respects and to show solidarity with those who have taken a stand against gender based violence and femicide. Over the last month in Capetown, protests erupted through the streets in outrage over GBV in South Africa. The Duke and Duchess had been following what had happened from afar and were both eager to learn more when they arrived in South Africa. The Duchess spoke to the mother of Uyinene this week to relay their condolences. Visiting the site of this tragic death and being able to recognise Uyinene, and all women and girls effected by GBV (specifically in South Africa, but also throughout the world) was personally important to The Duchess. Uyinene’s death has mobilised people across South Africa in the fight against gender based violence, and is seen as a critical point in the future of women’s rights in South Africa. The Duchess has taken private visits and meetings over the last two days to deepen her understanding of the current situation and continue to advocate for the rights of women and girls. For more information on the recent events in South Africa, please see link in bio. #AmINext

A post shared by The Duke and Duchess of Sussex (@sussexroyal) on

O jornal ainda declarou que, até agora, a viagem foi um sucesso, lembrando ao público o modo como este se sentia em relação à Meghan no início. E aí, concorda? Pra gente, a duquesa nunca saiu dos nossos corações!

O post Após “verão do inferno”, Meghan Markle procurou ajuda profissional para restaurar reputação, diz jornal: “Sabia que precisava” apareceu primeiro em Hugo Gloss.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.