Ads Top

convite para visitar o site da Loja Fetiches

Chá de arruda: esclareça as principais dúvidas sobre o consumo

Se você ainda não é adepta aos chás, mudará de ideia quando conhecer todos os benefícios do chá de erva-cidreira! A bebida, preparada através da infusão de folhas da planta pertencente à família da menta, hortelã e boldo, é uma boa pedida para qualquer hora do dia. Afinal, nada como tirar um tempo para si mesma, descansar e desfrutar de um delicioso chazinho.

Ficou curiosa sobre os efeitos positivos do chá de erva-cidreira no organismo? Então confira mais detalhes sobre o assunto:

7 benefícios do chá de erva-cidreira

iStock

A nutricionista, fitoterapeuta e coaching nutricional Ana Paula Moura (CRN 95100221) explica que a Melissa officinalis, mais conhecida como erva-cidreira, é composta por óleos essenciais, iridoides e flavonoides, princípios que conferem ações farmacológicas à planta. Sendo assim, a erva-cidreira pode oferecer diversos benefícios ao organismo:

  1. Ação calmante;
  2. Ação sedativa;
  3. Antiespasmódico (auxiliando nas cólicas menstruais e intestinais);
  4. Ação digestiva;
  5. Anticatarral;
  6. Antigripal;
  7. Analgésico leve.

A erva-cidreira é uma planta medicinal e, portanto, está associada aos tratamentos fitoterápicos. De acordo com Ana Paula, é recomendável beber 1 a 2 xícaras do chá por dia sob a orientação de um fitoterapeuta.

Leia também: 10 benefícios incríveis do chá de alecrim

Como fazer o chá de erva-cidreira

iStock

Para quem nunca fez chá de erva-cidreira, um recado: é muito fácil e leva poucos minutos! Saiba como preparar:

Ingredientes

  • 1 xícara de água;
  • 3 colheres de sopa de erva-cidreira.

Modo de preparo

  1. Primeiramente, ferva a água em uma panela ou chaleira;
  2. Em seguida, adicione na água as 3 colheres de sopa de erva-cidreira e aguarde por 5 minutos;
  3. Desligue o fogo e deixe a panela/chaleira tampada por mais 10 minutos;
  4. Por fim, coe o chá e espere ficar morno antes de beber.

Ana Paula reitera que o chá de erva-cidreira não deve ser adoçado com açúcar branco, pois acrescenta alto valor calórico à bebida e traz muitos malefícios à saúde. “O ideal é consumir o chá sem adoçantes, seja açúcar ou artificiais. Contudo, podemos utilizar estratégias para saborização, como adicionar um pedaço de pau de canela, 5 a 6 cravos-da-índia, frutas secas e também açúcar de coco”, completa.

Dúvidas sobre o chá de erva-cidreira

iStock

Muitas pessoas têm dúvidas em relação aos efeitos do chá de erva-cidreira no organismo. Ana Paula esclarece as principais perguntas:

Chá de erva-cidreira emagrece? Diretamente, não emagrece. Porém, age como um calmante com poder ansiolítico que mantém o organismo mais equilibrado, fazendo com que a pessoa não se alimente compulsivamente.

Chá de erva-cidreira na gravidez, para que serve? São poucos os estudos fundamentados na área da fitoterapia sobre a ingestão de chás durante gravidez. Por isso, não é aconselhável o consumo sem a recomendação de um obstetra e/ou fitoterapeuta.

Leia também: Chá de folha de goiaba: descubra os benefícios e veja como prepará-lo

Quem tem pressão alta pode tomar o chá de erva-cidreira? Sim, pois o chá possui característica hipotensora. Contudo, a dose e o modo de preparo devem ser respeitados para que a pressão não atinja níveis pressóricos que oferecem riscos à saúde.

É melhor consumir o chá quente ou frio? Não há diferença, salvo ter seguido a maneira indicada de fazer o chá. A principal recomendação é manter o chá em garrafa com tampa que esteja bem vedada para gelar.

Qual a diferença entre o chá de erva natural e o de saquinho? A diferença é a industrialização. A erva fresca mantém todas as suas propriedades naturais, enquanto nos sachês as substâncias que dão poder de ação à planta são perdidas por serem muito voláteis. O ideal é optar por chás feitos com folhas, caules ou raízes naturais.

Na hora de fazer o chá, a erva-cidreira pode ainda ser misturada com outras plantas, tais como a erva-doce, que é rica em propriedades digestivas; o mulungu, planta medicinal com efeito sedativo; e a camomila, que apresenta efeito calmante.

Efeitos colaterais do chá de erva-cidreira

iStock

  • Queda da pressão: alguns estudos sugerem que a planta causa leve dilatação nos vasos sanguíneos periféricos, o que ajudaria a reduzir a pressão arterial;
  • Sonolência: por ter efeito calmante e sedativo, o chá de erva-cidreira pode causar sonolência. Por isso, recomenda-se não tomá-lo quando estiver trabalhando ou exercendo qualquer outra atividade que exija atenção.

Os efeitos colaterais do chá de erva-cidreira são riscos possíveis quando há a ingestão excessiva da bebida. De acordo com o formulário de fitoterápicos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, o ideal é ingerir até 3 xícaras por dia, sem ultrapassar a quantidade de 12 gramas de folhas da planta ou 450ml do chá.

Leia também: Chá de erva-cidreira: motivos para incluir esta bebida na sua rotina

Os pontos positivos do chá de erva-cidreira são inúmeros se comparados aos efeitos colaterais que ele pode causar. Se ingerida na dose certa, a bebida só tem a agregar benefícios para o seu organismo!

O post Chá de arruda: esclareça as principais dúvidas sobre o consumo apareceu primeiro em Dicas de Mulher.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.