Ads Top

convite para visitar o site da Loja Fetiches

Louis Tomlinson fala sobre morte de mãe e irmã: “Não quero que sintam pena de mim”

Muitos não sabem, mas os últimos dois anos não devem ter sido nada fáceis para o cantor… Depois da morte da irmã e da mãe de Louis Tomlinson, muito se falou sobre o assunto na mídia, mas pouco foi dito pelo ex-integrante do One Direction e, agora, ele resolveu falar sobre o assunto.

A morte da irmã e da mãe de Louis Tomlinson

O astro resolveu se abrir sobre os tempos difíceis que passou durante os últimos dois anos com a perda de suas familiares. Para quem não sabe, a mãe do cantor, Johannah Deakin, faleceu por conta de sua leucemia em dezembro de 2016 e em maio deste ano, sua irmã, Felicité, de apenas 18 anos se foi após uma overdose de drogas.

Todo esse lado sombrio pelo qual passei, parece estúpido dizer isso, mas me fortalece em todos os outros lugares da minha vida, porque esse é o mais obscuro que eu vou ter que lidar”, disse em entrevista ao The Guardian.

Portanto, faz com que tudo o mais não pareça mais fácil e nem menos importante, mas, no grande esquema das coisas, você vê as coisas pelo que elas são, suponho. Tenho certeza que todo artista diz isso, mas acredito que meus fãs são um importante sistema de suporte.

“Passamos por momentos sombrios juntos e essas coisas pelas quais passei também influenciam emocionalmente os fãs. E senti seu amor e apoio. Lembro-me claramente de que, quando perdi minha mãe, esse apoio era louco. Eu continuo voltando a isso, mas não sei se é uma combinação de onde eu cresci e a influência de minha mãe, mas eu só tenho esse luxo de poder ver o copo meio cheio, não importa o quê ”, continuou Louis.

Não há tempo para eu ficar com pena de mim mesmo. Estive no fundo do poço e sinto que, o que quer que minha carreira jogue na minha frente, não será nada tão grande ou emocionalmente pesado como aquilo. Estranhamente, transformei algo realmente escuro em algo que me fortalece, me fortalece. Não quero que as pessoas sintam pena de mim. Não é assim que eu me sinto. De alguma forma, isso me alimenta.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.