Ads Top

convite para visitar o site da Loja Fetiches

Angélica abre o jogo sobre possível candidatura de Luciano Huck à presidência: “Não posso dizer que acho muito legal”

Com a palavra, a primeira dama… Não, pera! Há alguns anos, o nome do apresentador Luciano Huck vem protagonizando diversas notícias que o apontavam como futuro candidato à presidência do país. O global chegou a comentar sobre o assunto, mas tudo se resume a especulações. No entanto, caso algum dia isso se torne realidade, qual seria a opinião da esposa Angélica?!

Em entrevista à revista Marie Claire, a apresentadora abriu o jogo e deu uma resposta bem sincera sobre o que acha disso tudo. “Não posso dizer que acho muito legal Luciano sair candidato, não seria verdade, mas tem uma hora que você não está mais no controle. É uma espécie de chamado”, contou. Para Angélica, ver o marido assumindo o cargo mais alto da política poderia se tornar um fardo bem pesado e “assustador”, já que ela se tornaria a primeira dama.

[anuncio]

“Não é um desejo meu. Seria uma honra? Claro. Mas nunca quis isso. No Brasil, em vez de a política ser algo do qual as pessoas se orgulham, dá medo. Mesmo sem ser candidato, Luciano já apanha de todos os lados. Estamos acostumados com fake news, mas de um jeito menos sujo”, previu sobre o que poderia acontecer.

A ideia de ter Luciano Huck ocupando o palácio da Alvorada já virou pauta até entre os amigos e familiares do apresentador do “Caldeirão”. “As coisas estão tão loucas que essa cobrança voltou. Sinceramente, estou muito Zeca Pagodinho, deixando a vida me levar. Pode acontecer muita coisa boa, se Deus quiser, nos próximos anos. A perspectiva é essa? Não, a coisa está cada vez mais complicada”, desabafou.

[anuncio]

Apesar de todos os pontos negativos, Angélica fez questão de ressaltar que jamais deixaria de apoiar o marido caso ele decidisse se aventurar na política. “Por outro lado vejo isso, digamos, como um ‘chamado’, que ele não buscou. É uma coisa tão especial, que se ele decidisse se candidatar, o apoiaria. Acredito na capacidade de trabalho e no olhar para o outro que ele tem. Mas é uma escolha minha? Acho muito legal? Não posso falar isso porque não seria verdade. Teríamos mais a perder do que a ganhar. Mas estamos em um momento tão louco na política que não quero, jamais, ser egoísta e leviana de impedir algo nesse sentido. Jamais falaria ‘não, você não vai’. Jamais”, afirmou.

Sobre seu trabalho na televisão, Angélica explicou que, na possibilidade de se tornar primeira dama, acabaria vendo seus projetos sendo engavetados por um tempo. “Não ficaria muito bom estar na televisão. O que também pesa, tenho uma carreira feliz. Mas não seria um impedimento”, pontuou.

[anuncio]

Se depender de Luciano Huck, Angélica pode ficar bem despreocupada. Durante um evento de publicidade em que participou na terça-feira (1), em São Paulo, o apresentador foi bem direto sobre o assunto. “Eu nunca me coloquei como candidato. Nunca tive nem vontade”, disparou.

No bate-papo, Angélica também relembrou os momentos de pânico que ela e a família viveram em 2015. O avião em que eles estavam precisou fazer um pouso forçado no Mato Grosso. “Ficou marcado no nosso DNA. Vivemos uma grande dor juntos e isso nos uniu ainda mais. De algum jeito, olhamos a vida de outra forma. No voo de ida dessa viagem fiquei apavorada de um jeito que nunca tinha ficado, chorei. Falei que voltaríamos de carro. Só que aí as crianças, o pai, insistiram para voar e topei – e aprendi a respeitar minha intuição”, revelou.

O post Angélica abre o jogo sobre possível candidatura de Luciano Huck à presidência: “Não posso dizer que acho muito legal” apareceu primeiro em Hugo Gloss.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.