Ads Top

convite para visitar o site da Loja Fetiches

Fim de relacionamento: 5 sinais de que sua relação pode estar ameaçada

Se o amor pode contribuir para a nossa felicidade quando está tudo bem na relação, ele também pode causar muita dor se as coisas deixarem de dar certo. Quando o fim de relacionamento acontece de forma inesperada para uma das partes, o sofrimento pode ser ainda maior. Mas que sinais podem revelar que as coisas já não estão caminhando tão bem?

Dr. Yuri Busin, psicólogo e doutor em neurociência do comportamento, apontou ao Fortíssima cinco problemas que exigem atenção – pois podem se tornar causas para o término de uma relação: 

Divergência de opiniões: “As divergências normalmente não são um problema e até podem ser um ótimo indicativo de um relacionamento saudável. O problema está em como o casal lida com elas. Se não há diálogo e respeito à opinião do outro, há motivos para se preocupar”. 

Perda de desejo sexual: “Cada caso é um caso, e o desejo sexual é um indicativo importante mas não determinante – pode ser que a pessoa esteja passando por algum momento de stress muito forte ou tristeza. Esses sentimentos irão impactar o desejo sexual, que muitas vezes se tornará secundário. Por isso, antes de tirar conclusões, é preciso avaliar melhor a situação como um todo e conversar com seu parceiro”. 

Falta de admiração: “Isso pode criar um abismo entre o casal. O ideal é trabalhar a situação em conjunto e manter uma conversa franca sobre o assunto. A admiração é algo que conquista e a falta dela pode resultar em término”. 

Aplicativo para casal pode ajudar em seu relacionamento

Diálogos rasos: “O diálogo é um dos pontos fundamentais para que qualquer relacionamento funcione. Não ter diálogo pode ser algo bem complicado para que o casal se desenvolva e resolva os incômodos”. 

Desconfiança: “Novamente, o diálogo será fundamental para resolver a situação. A confiança pode ser adquirida novamente, mas demanda tempo e dedicação do casal para que isso ocorra. Esperar que se resolva sozinho não será uma boa saída”.  

  O que fazer se você identificou um desses problemas na sua relação?

Quando decidem terminar um namoro ou casamento, muitas pessoas pensam bastante e tomam a decisão sem querer voltar atrás. Caso você sinta que há possibilidade de reverter o término, seja sincero e aberto e sinta se seu parceiro também deseja salvar a relação.

Mas tome cuidado para não ultrapassar os limites do outro e deixe que ele decida o que é melhor para ele naquele momento. 

Casal jovem discute relacionamento

Se não há diálogo e respeito à opinião do outro, há motivos para se preocupar. Foto: iStock

“Um fim de relacionamento nunca deveria ser a primeira opção. Ele é apenas para quando a situação ficou realmente insustentável ou quando uma das partes (ou ambas) perdeu o interesse. Mas nada impede que o casal volte a se unir depois”, afirma Yuri.

Como superar um fim de relacionamento

Tudo poderia ser mais fácil se o ponto final no relacionamento viesse com uma virada de chave automática, mas é claro que não é tão simples assim. A partir do término começará um novo ciclo, em que cada parte terá que se acostumar a não mais contar com quem contava antes.

“Sabe-se o quanto isso é doloroso, mas, apesar de tudo, não se deve entrar num casulo e deixar de tentar novamente com outras pessoas”, aconselha o especialista. “Apesar de ser natural se basear em antigos relacionamentos para tentar prever os futuros, deve-se experienciar mais a vida e não presumir que seu parceiro sempre quer fazer mal a você”.

É importante ter em mente que relacionamentos não são uma ciência lógica nem simples, pois envolvem sentimentos, emoções e sobretudo muitas variáveis: são duas pessoas, duas vontades, duas histórias de vida, duas visões de mundo, duas personalidades. Não é porque um relacionamento acabou de certa forma que todos os outros irão. 

Terapia de casal: qual é o momento certo para repensar o relacionamento?

Yuri aconselha ainda trocar os questionamentos de culpa do tipo “será que eu fiz tudo que poderia?”, “onde eu errei?” por perguntas que envolvam ambas as partes, como: “o que o casal poderia ter feito para que isso fosse evitado?”. 

O intuito não deve ser descobrir exatamente o que deu errado (você dificilmente chegará a uma resposta, já que há diversos fatores envolvidos em um fim de relacionamento), mas sim tirar um aprendizado que possa ajudar você em futuras relações. “Tente enxergar o relacionamento como um todo, o que deu errado e o que deu certo. Mas é bom saber seguir a vida e bola pra frente”, orienta. 

O post Fim de relacionamento: 5 sinais de que sua relação pode estar ameaçada apareceu primeiro em Fortíssima.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.