Ads Top

convite para visitar o site da Loja Fetiches

Ana Hikari, de “Malhação: Viva a Diferença”, se abre sobre bissexualidade pela primeira vez e revela que pediu para mãe assistir: “Espero que ela não esteja em choque”; Assista

Na noite dessa segunda-feira (29), Ana Hikari se abriu sobre sua sexualidade durante uma live no Instagram com a influenciadora digital Thair Ribeiro. A atriz de “Malhação: Viva a Diferença” já havia sinalizado a bissexualidade através das redes sociais, mas nunca havia falado profundamente sobre o assunto. Durante a conversa, ela ainda caiu no choro ao falar sobre como se sentia representada com o casal Lica (Manoela Aliperti) e Samantha (Giovanna Grigio) na novela de 2017 que voltou a ser exibida atualmente na Rede Globo.

“Acho que é a primeira vez que estou falando sobre isso abertamente, porque acho que rola isso do movimento ter essa invisibilização do que é ser bi”, comentou a intérprete da Tina, inicialmente. “Nunca me senti pertencente [ao movimento LGBTQIA+]. Nunca me senti beijando garotas demais para participar do movimento ou beijando homens demais para saber que eu tinha que falar que era heterossexual. Nunca estive em um lugar que falei: ‘Tenho certeza agora. É isso'”, analisou.

“Rola muito pouco esse discurso sobre o que é ser bissexual e que isso também é fazer parte do movimento LGBT. E eu acho que a gente precisa falar cada vez mais que isso também faz parte, que isso também é ser LGBT. O B não é de Beyoncé, não é de biscoito. A gente existe, a gente sente, a gente tem muita convicção”, refletiu a atriz. Ela, então, contou que esse processo de invisibilização foi um dos motivos para ela ter demorado tanto para afirmar sua sexualidade.

[anuncio]

“Eu acho que desde sempre eu fui minando muito essas convicções, sabe? Eu fui arrumando várias desculpas pra falar: ‘Não, acho que não é isso, não’, ‘acho que tô viajando’ ou ‘as pessoas têm razão, acho que é só uma fase’, ou qualquer coisa do tipo”, relatou. “Ensinam desde pequena a gente a se relacionar com meninos, a heteronormatividade é uma coisa que está em todos os lugares. Então eu lia revistas e tinha um monte de dicas de como saber que o garoto está dando em cima de você ou como dar em cima daquele garoto, mas nunca me ensinaram como eu fazia pra descobrir que uma menina estava dando em cima de mim ou nunca me ensinaram o que fazer pra dar em cima de uma menina”, explicou Ana.

Ana Hikari se abriu pela primeira vez sobre sua bissexualidade (Foto: Tom Barreto)

Mesmo após começar a se relacionar com meninas e meninos, ela revelou que ainda sentiu dificuldades para se declarar bissexual, para si mesma, para amigos e até mesmo para seus pais. “Chamei minha mãe para assistir a live porque nunca falei para ela”, admitiu a atriz. “Com meu pai e com a minha mãe, eu nunca falava ‘estou namorando’. Eu chegava em casa com a pessoa, falava: ‘Esse é fulano’. E pronto. Vida que segue. Nunca dei muita explicação, sentei ou conversei. E sobre sexualidade a mesma coisa”, detalhou.

[anuncio]

Ana contou que avisou a mãe sobre a live algumas horas antes ao falar com ela no telefone. “Eu nem sei se ela está assistindo, não vi ela comentando. Mas eu acho que ela está de boa com o assunto porque ela não fica muito chocada. Eu faço as coisas e ela só vê”, considerou. “Quer dizer, eu espero que ela não esteja em choque. Mãe, pelo amor de Deus, não fica em choque. É normal, tá?”, brincou, arrancando risadas da influenciadora digital.

Ana foi uma das protagonistas de ‘Malhação: Viva a Diferença’ em 2017 (Foto: Fabio Rocha/Globo)

Na sequência, a artista relembrou como o casal Limantha impactou sua vida em 2017, quando estava em “Viva a Diferença”. “É uma novela que fala coisas que me representam. Falar sobre viver a diferença é muito importante. Na época, eu não falava sobre isso, mas ter na novela um casal de duas meninas, em que uma delas eu via como bi, era muito importante”, relembrou.

[anuncio]

“As pessoas do fã-clube falavam que eu era a madrinha desse casal porque eu defendia muito elas no Twitter e na internet. Era por isso, porque, para mim, era a minha representação ali na TV. Eu ficava muito feliz de ver aquele casal acontecendo. Quando eu ficava torcendo com os fãs é porque eu tava me vendo ali”, apontou ela, já com a voz embargada.

Ana continuou com lágrimas nos olhos ao afirmar como sua adolescência teria sido mais fácil se tivesse visto uma história semelhante na telinhas. “Eu ia poder falar com minhas amigas sobre esse casal. Eu não ia ficar na dúvida quando uma amiga chegasse para mim e falasse: ‘Gosto de mulheres’. Eu ia falar: ‘Pô, eu também’. Estou chorando porque acho que nunca falei isso”, declarou. Linda! Confira a live na íntegra:

O post Ana Hikari, de “Malhação: Viva a Diferença”, se abre sobre bissexualidade pela primeira vez e revela que pediu para mãe assistir: “Espero que ela não esteja em choque”; Assista apareceu primeiro em Hugo Gloss.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.