Ads Top

convite para visitar o site da Loja Fetiches

Após post sobre preconceito, Erasmo Viana é acusado de “racismo estrutural”; Influencer se posiciona e afirma que caso serviu de “aprendizado”; confira!

Após a morte de George Floyd e as crescentes manifestações do movimento “Black Lives Matter”, Erasmo Viana resolveu se posicionar nesta terça-feira (02). Entretanto, após a divulgação de um texto, o marido de Gabriela Pugliesi recebeu diversas críticas e acusações de racismo estrutural na sua publicação. Com isso, o influencer voltou atrás.

No post inicial, Erasmo recordou de quando teve atitudes racistas na juventude. “Nasci e fui criado em Salvador, onde mais de 80% da população é afrodescendente. Sempre tive amigos e melhores amigos pretos que sempre frequentaram minha casa e ainda frequentam. Na escola, quando pequenos, ainda brincávamos de colocar apelidos por conta da cor da pele mas de uma forma ingênua, e quando a brincadeira acabava a amizade continuava igual e verdadeira”, lembrou.

[anuncio]

Na sequência, o blogueiro fitness seguiu falando de amizades com pessoas pretas. “Tive a oportunidade quando tinha 17 anos de fazer parte da Banda Psirico onde 98% dos músicos eram pretos, mas sempre fui tratado como irmãos por todos. Em suma, queria mostrar minha indignação por todos esses acontecimentos em pleno século XXI, onde a diferença de melanina na pele é vista como ‘indiferença’ pelos brancos. Lamentável. Fica aqui todo meu apoio pela causa!”, escreveu Erasmo. Confira:

View this post on Instagram

Nasci e fui criado em Salvador-Ba onde mais de 80% da população é afrodescendente. Sempre tive amigos e melhores amigos pretos que sempre frequentaram minha casa e ainda frequentam. Na escola quando pequenos ainda brincávamos de colocar apelidos por conta da cor da pele mas de uma forma ingênua e quando a brincadeira acabava a amizade continuava igual e verdadeira. Tive a oportunidade quando tinha 17 anos de fazer parte da Banda @Psirico onde 98% dos músicos eram pretos mas sempre fui tratado como irmão por todos. Em suma, queria mostrar minha indignação por todos esses acontecimentos em pleno sec 21, onde a diferença de melanina na pele é vista como “indiferença” pelos brancos. Lamentável. Fica aqui todo meu apoio pela causa !! 👊🏿 #ICantBreathe 🖤🤍

A post shared by Erasmo 🇧🇷 (@erasmo) on

Nos comentários da publicação, muitos seguidores o alertaram sobre o teor da mensagem. “Vejo racismo na forma que escreveu o texto”, disse um perfil. “O texto, por si só, não é coerente quando se estuda sobre o assunto, e quando nos colocamos no lugar do ouvinte”, avisou um internauta. Um terceira conta também deixou o aviso: “Existe erros no seu texto, mas acredito que você teve uma boa intenção. Depois que te apontam, o mais importante é corrigir”. Olha só:

Vários seguidores alertaram Erasmo Viana que seu texto continha traços de racismo estrutural. (Fotos: Reprodução/Instagram)

[anuncio]

Com a recepção da publicação, Erasmo tentou se justificar. “Acabei fazendo um post falando com algumas palavras que talvez… Talvez, não. Que soaram um pouco como racismo estrutural enraizado, que nem eu mesmo sabia”, contou ele, numa série de vídeos em seus Stories. “Por conta disso, eu fui buscar informação, fui ler, fui ver o Instagram de algumas pessoas e entender um pouco melhor porque estavam falando aquilo”, completou.

O influencer afirmou que transformou o episódio num aprendizado. “Acho que está sendo muito esclarecedor tudo isso que está acontecendo. Às vezes, um erro sem querer que a gente faz, acaba nos ajudando de outra forma. Então, para mim foi um aprendizado muito grande entender um pouco mais sobre racismo estrutural, se colocar no lugar dos negros, que é muito difícil a gente, como branco, querer falar sobre isso”, ele declarou.

“Tem que ter muita cautela. Mas, para mim, foi muito enriquecedor esse diálogo, esse assunto que está tendo, porque pude me informar mais e agora ter mais precaução e empatia com os negros”, opinou. Assista aqui:

O post Após post sobre preconceito, Erasmo Viana é acusado de “racismo estrutural”; Influencer se posiciona e afirma que caso serviu de “aprendizado”; confira! apareceu primeiro em Hugo Gloss.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.