Ads Top

convite para visitar o site da Loja Fetiches

Após prestar depoimento à polícia, PC Siqueira volta às redes com mensagem enigmática

Enquanto enfrenta acusações de envolvimento com pedofilia, PC Siqueira retornou às redes sociais com uma mensagem enigmática. Na noite desta quarta-feira (17), o youtuber publicou nos Stories do Instagram: “Quem ri por último, não ri melhor. Não há tal coisa como é essa“.

Sem fazer qualquer menção direta no texto aos recentes episódios, ele prosseguiu: “Quem supostamente deveria rir por último, vai observar atônito os outros chorarem, quando tem tempo o suficiente pra ver que nada é engraçado“. “O único riso real é da ignorância. Toda outra forma de riso, é desespero“, encerrou Siqueira. A mensagem vem na esteira de um depoimento do youtuber à Polícia Civil de São Paulo.

PC publicou uma mensagem misteriosa em sua conta no Instaram (Foto: Reprodução / Instagram)

Na segunda (15), ele compareceu à 4ª Delegacia de Proteção à Pessoa, do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP). Na ocasião, as autoridades ouviram Siqueira e testemunhas do caso. De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, a polícia também já pediu informações às empresas que gerenciam as redes sociais por onde as denúncias foram feitas para dar prosseguimento à investigação.

[anuncio]

Entenda o caso

No dia 10 de junho, prints de uma suposta conversa entre PC Siqueira, de 34 anos, e uma pessoa anônima foram divulgados na web. Nas mensagens, Siqueira revelaria ter recebido fotos de partes íntimas de uma criança de apenas seis anos. “Tenho uma coisa pra você”, teria dito o youtuber, logo no início. Após enviar a imagem, ele diz para o outro apagar imediatamente. “De quem era aquela bunda?”, o amigo indaga.

Siqueira diz que recebeu a imagem em um Facetime com uma amiga. “Da filha dela”, responde. “Fiquei reparando no baby doll [risos]. Ela mandou a filha mostrar a bunda pra você?”, indaga o anônimo. “[Risos] Meio que sim. Mas apaga JÁ. TUDO”, pede o youtuber. E acrescenta: “MAS TEVE ISSO. And it was awesome [e foi demais] [risos]”.

“A história é excitante. Quantos anos tem a filha dela?”, pergunta a pessoa. “6”, responde Siqueira, que ri e coloca um emoji de “o que fazer?”. “Sorry. Mas foi só isso também. Mais nada”, ele afirma. “É mais excitante a mãe fazer isso. Do que a menina em si”, diz o amigo, e Siqueira ri e concorda. “Mas ela já mandou fotos tempos atrás. Na época que ela não sabia nada”, diz. “De quê?”, questiona o anônimo. “Da menina”, o youtuber responde. “Mandou foto da menina como?”, insiste o amigo. “[Risos] Tem gente assim no mundo. Como cê acha?”, Siqueira responde. “Pelada ‘caraio’?”, questiona o anônimo. Siqueira afirma: “[Risos] lógico”.

O amigo pergunta se a mulher que mandou fotos da filha fez isso “do nada”. “Uns shots da bunda dela [risos]. Mas foi só uma vez. Ela não faz mais porque agora ela [filha] entende e dá m*rda. Enfim, só queria compartilhar [risos]. Beijos mil, apaga”, finaliza.

[anuncio]

A conversa foi publicada na web pelo “ExposedEmo1”, mesmo perfil no Twitter que divulgou os prints da troca de mensagens entre Japinha, baterista do CPM 22, e uma adolescente de 16 anos. Confira a seguir:

PC se defende 

No dia seguinte, PC Siqueira se manifestou sobre o assunto pela primeira vez e negou a veracidade do vídeo. “Ontem, fui pego de surpresa ao ver meu nome sendo utilizado por uma articulação criminosa, que tentou me acusar de algo terrível, que jamais cometi ou cometeria. Confesso que fiquei chocado, atordoado e passei por um dos piores momentos da minha vida. Ninguém imagina um dia ver seu próprio nome envolvido com um crime abominável. Pra quem não sabe, um perfil sem credibilidade, que não sabemos quem faz ou está por trás dele, foi o instrumento para gerar essa fake news”, afirmou ele, alegando que se trataria de uma tentativa de “descredibilizar, fazer com que minha voz fosse calada e que a opinião pública me agredisse cegamente”.

[anuncio]

“Se trata de uma mentira escancarada e grotesca! Recebi uma série de mensagens, acusações, xingamentos, minha família foi atingida, meu psicológico enormemente abalado. Como vocês podem notar, ao ponto de eu não conseguir me pronunciar por vídeo – o que devo fazer quando eu estiver reestruturado. Vocês não tem ideia de como foram minhas últimas 24 horas”, adicionou Siqueira.

PC Siqueira alegou que as acusações de pedofilia seriam “fake news”. (Foto: Reprodução/Instagram)

O youtuber se defendeu, citando hipóteses de que os arquivos que viralizaram na web seriam falsos: “Se formos prestar atenção nesse vídeo asqueroso, ele leva 1 minuto e 31 segundos para o relógio do celular mudar! Nem esse cuidado os falsificadores tiveram. Além disso, o símbolo de verificação tem um espaçamento diferente do verdadeiro. Está tudo ali, pra quem quiser ver. A operadora da suposta linha do vídeo é pré-paga dos Estados Unidos. O celular é um samsung e está gravando a tela de um iphone. Enfim, são muitas evidências que demonstram a falsificação mal feita”.

“A mais importante delas é que não sou eu. Eu vim aqui esclarecer isso a vocês e a todos que estiveram interessados neste assunto. Tenho recebido ameaças devido ao meu posicionamento político há algum tempo, mas nunca imaginei que seria atingido por algo tão baixo”, completou o Siqueira, que também pediu: “Pessoal, por favor, prestem mais atenção nas informações que vocês recebem e consomem na internet. Isso é muito perigoso! Não compartilhem conteúdos que possam destruir a vida de alguém, sem antes checarem a veracidade disso”, encerrou ele em um post, deletado dias mais tarde do Instagram.

O post Após prestar depoimento à polícia, PC Siqueira volta às redes com mensagem enigmática apareceu primeiro em Hugo Gloss.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.