Ads Top

convite para visitar o site da Loja Fetiches

Dispareunia: desconforto durante o sexo impede prazer da mulher

Em suas últimas relações sexuais você sentiu algum tipo de dor ou desconforto? Isso pode ser dispareunia, problema que pode ter causas físicas e emocionais e que acaba causando dor durante a penetração. 

A dispareunia é considerada comum, mas pode trazer malefícios na rotina com o parceiro, já que irá impedir a prática sexual de forma saudável e prazerosa e também dificultar exames ginecológicos. Além disso, é recomendado não usar absorventes internos e vibradores na vagina nesse período de desconforto.

Para tirar todas as dúvidas sobre o problema, o Fortíssima conversou com a Dra. Carolina Curci, especializada em ginecologia e obstetrícia na Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Saiba quais são os sintomas, causas e possíveis tratamentos. 

Primeiros sintomas

 Segundo a ginecologista, o dispareunia é o termo aplicado para dor genital recorrente que surge pouco antes, durante ou após relações sexuais. “Essa dor pode ser superficial ou profunda, logo esse termo acontece mais nas mulheres, que talvez sinta uma dor, ardência ou cólica forte, lembrando que qualquer mulher pode ter esse tipo de dor”, explica.  

Dor na hora do sexo? Entenda o que esse incômodo significa

Dores superficiais e internas

Nos casos de dispareunia superficial, a vagina não fica lubrificada, fica seca, seja por pouca preliminar ou pelo envelhecimento da mulher ou pela amamentação pelo uso de anti-histamínico. Ela conta que existem outras causas, como o aumento da sensibilidade local, chamado de vestíbulodinia, inflamação ou infecção genital, inflamação ou infecção do trato urinários, machucados na área genital, radioterapia que afeta a vagina e reações alérgicas. 

Já para a dispareunia profunda o termo correto é dor não ao penetrar, mas sim no fluído da vagina quando o pênis “toca o colo do útero” e pode ser causada por infecção do colo do útero, da pelve ou cistos ovarianos, forte contração indesejada dos músculos da pelve, o que pode causar dor profunda. A dor pode ser causada por estupro ou sexo muito intenso.

greve de sexo-doutissima-shutterstock

A cura da dispareunia depende do fator que está causando a dor. Foto: Shutterstock

Problema atrapalha a vida sexual 

A dispareunia realmente pode incomodar durante o sexo, por isso, caso não trate no próximo parceiro, a queixa pode continuar. O quanto antes procurar um médico para indicar tratamentos será melhor e mais eficaz. “A mulher precisa entender que se ela tratar o problema, a vida sexual dela será satisfatória e não sentirá mais desconfortos na relação”, orienta Dra. Carolina. 

Como tratar 

Ter relação sexual prazerosa faz parte da qualidade de vida da mulher, logo ela deve procurar um médico (ginecologista) para que juntos resolvem o problema, façam um diagnóstico da causa e prefira a melhor opção de tratamento. 

É importante procurar um especialista durante os primeiros sintomas, porque a dor não passa de uma hora para outra. A cura da dispareunia depende do fator que está causando a dor. Tratando a causa, trata-se a dor. Alguns exames exigidos pelo médico são urina, ultrassom e papanicolau. 

O problema pode ser tratado com antifúngicos ou antibióticos. No caso de mulheres com endometriose, há opções de cirurgia e se houver vaginismo pode ser indicado fisioterapia pélvica. Já para os casos emocionais, a ginecologista pode encaminhar a mulher para sessões de psiquiatra. 

Lubrificante no sexo: especialista tira 8 dúvidas sobre a prática

O post Dispareunia: desconforto durante o sexo impede prazer da mulher apareceu primeiro em Fortíssima.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.