Ads Top

convite para visitar o site da Loja Fetiches

Promotoria alemã afirma que enviou carta para pais de Madeleine McCann informando o que teria ocorrido com a menina; Família se manifesta

Parece que as autoridades estão chegando cada vez mais perto de uma resposta para o desaparecimento de Madeleine McCann. Na manhã desta terça-feira (16), a promotoria alemã, responsável pelo caso, revelou que enviou uma carta para os pais da menina para informar que tem “evidências concretas” de que ela está morta. No entanto, em comunicado, Gerry e Kate McCann afirmaram que não receberam a tal carta e trataram a revelação como “fake news”.

Hans Christian Wolters, que está liderando a investigação de Christian Brueckner, o principal suspeito do caso, identificado há algumas semanas, foi quem procurou os pais de Madeleine. “Nós restabelecemos contato com a família McCann em cartas”, afirmou ele, segundo o “Daily Mirror”.

No entanto, o procurador declarou que ainda não pode revelar como chegaram a essa conclusão. “Nós, é claro, realmente consideramos o fato de que vai ser muito difícil para a família quando dissermos que acreditamos que Madeleine está morta. Mas nós não podemos dizer por que ela está morta”, pontuou.

[anuncio]

“É mais importante que nós tenhamos sucesso e que possamos pegar os culpados, ao invés de simplesmente colocar nossas cartas na mesma e dizer a eles por que achamos que ela possa estar”, explicou Wolters, afirmando que as evidências poderiam prejudicar a investigação de Christian.

Madeleine McCann e o principal suspeito do caso, Christian Brückner. (Fotos: Reprodução)

De acordo com o “The Sun”, o procurador afirmou que nem as autoridades britânicas, nem as portuguesas, sabem das provas que eles coletaram. “A polícia britânica foi informada, mas não tem as evidências que nós temos. Os resultados da nossa investigação foram compartilhados, mas não em todos os detalhes, para a Scotland Yard”, apontou.

Por fim, ele destacou novamente que Kate e Gerry tinham recebido a notícia. “Eu não acho que os McCans foram informados de todos os detalhes, mas eles sabem o resultado”, concluiu.

[anuncio]

No entanto, algumas horas depois, a família emitiu um comunicado no site “Find Madeleine”, afirmando não ter recebido nenhuma carta sobre o caso. “Desde os recentes apelos da polícia sobre o desaparecimento de Madeleine, houve muitas histórias imprecisas relatadas na mídia”, escreveram.

Kate e Gerry afirmaram que não receberam carta nenhuma da promotoria alemã (Foto: Getty)

“A notícia amplamente divulgada de que recebemos uma carta das autoridades alemãs informando que há evidências ou provas de que Madeleine está morta é FALSA”, completaram os pais da menina. “Como muitas histórias infundadas na mídia, esta causou ansiedade desnecessária em amigos e família e, mais uma vez, perturbou nossas vidas”, lamentaram.

Kate e Gerry ainda declararam que não vão fazer comentários sobre a investigação em andamento e que nem têm um representante ou advogado para isso. “Qualquer comentário recente atribuído na mídia não vem de nós a não ser que seja postado neste site. Se houver atualizações importantes que possam ser tornadas públicas, elas serão feitas através dos canais oficiais da polícia”, concluíram.

Comunicado dos pais publicado no site “Find Madeleine” (Foto: Reprodução)

[anuncio]

Relembre o caso de Madeleine McCann

A pequena Madeleine McCann desapareceu aos três anos de idade, enquanto passava as férias com a família na Praia da Luz, em Portugal. Ela completaria quatro anos em 10 dias. A menina estava com os irmãos gêmeos Sean e Amelie, então com dois anos, no quarto de hotel. Seus pais, Kate e Gerry McCann, tinham saído para jantar com amigos em um restaurante próximo, dentro do complexo turístico, deixando as crianças desacompanhadas. Assim que eles voltaram, descobriram que Madeleine tinha sumido.

De acordo com o G1, os próprios pais de Madeleine foram considerados suspeitos pela polícia portuguesa, após a descoberta de vestígios biológicos da menina em seus objetos pessoais, e em um automóvel alugado após o desaparecimento. A suspeita era de que Kate e Gerry tivessem ocultado o corpo da filha, após ela ter morrido acidentalmente. Porém, a Justiça portuguesa largou esta linha de investigação quando as análises das amostras que os incriminavam, realizadas no Reino Unido, foram consideradas inconclusivas. Outro suspeito foi o britânico-português Robert Murat, que morava perto do hotel.

Kate e Gerry McCann em 2007. (Foto: Reprodução/YouTube)

O caso é um grande mistério até hoje, que desperta o interesse do público; Madeleine já foi avistada cerca de 9 mil vezes, em mais de 100 países — todas as pistas eram falsas. Na Netflix, está disponível o documentário “O Desaparecimento de Madeleine McCann”, com entrevistas dos principais envolvidos na história.

O post Promotoria alemã afirma que enviou carta para pais de Madeleine McCann informando o que teria ocorrido com a menina; Família se manifesta apareceu primeiro em Hugo Gloss.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.