Ads Top

convite para visitar o site da Loja Fetiches

Estados Unidos avaliam possibilidade de banir TikTok, afirma secretário de Estado Mike Pompeo — saiba os detalhes!

Eita! Em entrevista à jornalista Laura Ingraham, da “Fox News”, o secretário de Estado dos EUA Mike Pompeo revelou que o país está analisando banir o TikTok e outros aplicativos chineses. De acordo com o político, a medida seria para evitar o vazamento de dados da população para o governo chinês.

Pompeo falou sobre o assunto após a apresentadora apontar que a Índia, maior mercado do TikTok fora da China, já havia banido o app de vídeos curtos, e que a Austrália estava considerando fazer o mesmo. “Você deve saber que estamos levando isso muito a sério. Definitivamente estamos analisando isso”, garantiu ele.

“Nós trabalhamos nessa questão há muito tempo, seja o problema de ter a tecnologia Huawei em sua infraestrutura – percorremos o mundo inteiro e estamos fazendo um progresso real para divulgá-la – declaramos a ZTE [empresa de tecnologia chinesa] um perigo para segurança nacional americana”, listou o Secretário. Após essas medidas, as redes dos EUA foram proibidas de usar fundos federais para comprar equipamentos dessas empresas da China.

[anuncio]

“No que diz respeito aos aplicativos chineses nos celulares das pessoas, posso assegurar a você que os Estados Unidos também acertarão nesse ponto, Laura”, completou Mike. “Eu não quero passar à frente do presidente [Donald Trump], mas é algo que estamos analisando”, afirmou ele.

Por fim, o Secretário deu uma resposta ainda mais polêmica ao ser questionado se os norte-americanos deveriam baixar o TikTok em seus celulares. “Apenas se você quiser que suas informações privadas terminem nas mãos do Partido Comunista Chinês”, disparou.

O app virou febre entre jovens e adolescentes ao redor do mundo, especialmente como uma nova distração durante a pandemia do coronavírus (Foto: Reprodução)

O TikTok pertence à ByteDance, uma empresa com sede em Pequim que é considerada uma das mais valiosas do mundo! Segundo o site especializado “Business Insider”, a empresa chegou a ser avaliada em US$ 100 bilhões (cerca de R$ 535 bilhões) em maio. Nos últimos anos, o aplicativo explodiu em popularidade entre adolescentes e jovens, registrando mais de 1,5 bilhão de usuários ao redor do mundo. É o primeiro aplicativo chinês a alcançar tanto sucesso fora de seu país de origem.

[anuncio]

Em resposta aos comentários de Pompeo, um porta-voz do TikTok se pronunciou ao “BuzzFeed News”. “O TikTok é dirigido por um diretor-executivo americano, com centenas de funcionários e lideranças importantes nos campos de segurança, privacidade, produtos e políticas públicas nos EUA. A nossa maior prioridade é promover uma experiência segura e confiável no aplicativo para os nossos usuários. Nunca fornecemos dados de usuários ao governo chinês e não o faríamos mesmo se isso fosse solicitado”, garantiu.

Desde o ano passado, o ex-executivo da Disney nos Estados Unidos Kevin Mayer é diretor-executivo da empresa. Além disso, o TikTok assegurou que o app opera separado da ByteDance. De acordo com o jornal “New York Times”, a empresa armazena os dados de usuários norte-americanos exclusivamente em servidores no estado da Virgínia e em Singapura.

O post Estados Unidos avaliam possibilidade de banir TikTok, afirma secretário de Estado Mike Pompeo — saiba os detalhes! apareceu primeiro em Hugo Gloss.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.