Ads Top

convite para visitar o site da Loja Fetiches

Filho que viralizou na web ao velar o corpo da mãe sozinho – e recebeu R$ 30 mil em vaquinha para tratar doença – morre em incêndio aos 44 anos; Polícia investiga latrocínio

Meu Deus, que tragédia… José Ricardo Fernandes Ribeiro, que viralizou na web após compartilhar uma foto velando o corpo da mãe sozinho, morreu no último domingo (12), vítima de um incêndio em sua casa. As autoridades já investigam o caso, e acreditam que o homem de 44 anos foi alvo de um crime de latrocínio.

De acordo com os Bombeiros, Zé Ricardo, como era conhecido, teve 80% do corpo queimado no incêndio. Um helicóptero o levou da cidade de Aparecida de Goiânia até o hospital Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), em Goiânia, mas ele não resistiu aos ferimentos. Quem acionou o socorro foi o dono do imóvel em que o cabeleireiro morava sozinho.

No sábado (11), os vizinhos notaram que uma fumaça estava saindo da casa e ao procurarem saber o que estava acontecendo, encontraram Zé já queimando. O caso será investigado pelo Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Aparecida de Goiânia, e já foi registrado na Polícia Civil como latrocínio, quando o roubo é seguido de morte.

[anuncio]

As autoridades apuraram que a vítima tinha recebido o valor de R$ 30 mil em uma “vaquinha” online para dar assistência no tratamento de uma doença renal crônica. Além disso, os policiais identificaram que foram roubados do local o celular, a carteira e o aparelho de televisão de Ribeiro.

José Ricardo emocionou as pessoas ao mostrar que era a única pessoa velando a mãe. Foto: Reprodução/Facebook

José Ricardo vivia sozinho e seu único familiar mais próximo é o filho de 19 anos, que mora na cidade de São Domingos. No entanto,  os dois não mantinham contato, conforme informou a mãe do rapaz para o portal Mais Goiás. A mulher, que não foi identificada, também acrescentou que ela e o jovem não têm condições financeiras para arcar com as despesas do sepultamento de Zé. Até a manhã desta segunda-feira (13), o corpo do cabeleireiro não havia sido retirado do IML.

Velório solitário da mãe comoveu a web

No ano passado, Zé Ricardo ficou conhecido na internet após publicar uma foto do velório da sua mãe. “Eu velei e enterrei minha mãe sozinho, eu e o motorista da funerária”, desabafou em seu perfil no Facebook. Na época, a publicação recebeu milhares de curtidas e compartilhamentos, e muitas pessoas se sensibilizaram com a situação.

[anuncio]

Posteriormente, as pessoas tiveram a oportunidade de descobrir mais detalhes sobre a história de José, que havia largado sua profissão como cabeleireiro para cuidar de uma doença renal crônica. Ele também se dedicou a cuidar sozinho da mãe por quatro anos. Com a repercussão do seu compartilhamento, ele desejou que as pessoas se sensibilizassem.

Zé Ricardo se revoltou ao ver que ninguém manifestou pesar pela morte de Maria, mesmo tendo comunicado a morte nas redes sociais com antecedência. Foto: Reprodução/Facebook

“Eu não fiz isso para aparecer, ficar famoso. Mas quando começou a bombar, eu vi que posso usar isso para que inspire filhos a cuidarem dos seus pais até o fim, não os abandonar”, disse para o G1. Zé Ricardo também confessou que se indignou pra valer quando percebeu que ninguém da sua família ou amigos manifestou pesar pela morte da matriarca.

[anuncio]

“Eu fiquei revoltado. Eu publiquei esperando ser criticado e eu já tinha a resposta pronta, porque ninguém nunca me ajudou, sabia da situação dela e não ligavam, não faziam uma visita. Só que repercutiu para um lado diferente. Minha mãe não teve crocodilo chorando no caixão dela, mas teve 320 mil curtidas de um adeus que foi de coração de pessoas do Brasil todo”, falou.

O post Filho que viralizou na web ao velar o corpo da mãe sozinho – e recebeu R$ 30 mil em vaquinha para tratar doença – morre em incêndio aos 44 anos; Polícia investiga latrocínio apareceu primeiro em Hugo Gloss.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.