Ads Top

convite para visitar o site da Loja Fetiches

“Comum acordo”? Funcionários da Rede Globo reclamam de postura da emissora sobre denúncias de assédio contra Marcius Melhem, diz colunista

Semanas atrás (14), a Rede Globo anunciou o fim da parceria com o ator e ex-diretor, Marcius Melhem, que meses atrás, já havia sido afastado do departamento de humor da emissora. As decisões foram tomadas após o artista ser alvo de denúncias de assédio moral, feitas em dezembro por outras contratadas do canal.

Não satisfeitos com o encaminhamento do processo, um grupo de 30 funcionários – na maioria atrizes, mas também atores e profissionais de outras áreas – enviou uma carta à direção da empresa, manifestando descontentamento com a nota publicada pela casa, anunciando que a “parceria de 17 anos de sucessos” com Melhem estava sendo encerrada “de comum acordo”.

[anuncio]

Segundo Mônica Bergamo, da Folha de São Paulo, a carta foi encaminhada ao diretor-geral da emissora, Carlos Henrique Schroder. Nela, os profissionais diziam que, “com a urgência que o assunto merece”, estavam comprometidos a “criar um ambiente de trabalho saudável, transparente e digno para todas e todos”. Também pediam para discutir medidas que dali para a frente, “garantam o respeito e a segurança” dos colaboradores.

Dani Calabresa foi uma das denunciantes que, desde o ano passado, já vinha relatando comportamentos inconvenientes por parte do comediante. (Foto: João Cotta/Globo)

A TV Globo marcou reuniões para ouvir as vítimas de Melhem e outros profissionais que apoiavam as denúncias. A primeira delas ocorreu na última quinta (20), em presença da diretora de desenvolvimento e acompanhamento artístico, Mônica Albuquerque. No dia seguinte (21), houve outro encontro, com a chefe de Compliance, Carolina Junqueira.

Segundo a publicação, a emissora disse que não comenta assuntos da área de compliance, mas reafirmou que “todo relato de assédio, moral ou sexual, é apurado criteriosamente”, garantiu que “não tolera comportamentos abusivos em suas equipes” e que mantém um canal para denúncias de violação às regras da empresa.

Por fim, a Rede Globo que assumiu o compromisso de manter o anonimato dos denunciantes e “de investigar, não fazer comentários sobre as apurações e tomar as medidas cabíveis, que podem ir de uma advertência até o desligamento do colaborador”.

Entenda o caso

Ainda em março, em um comunicado oficial para a imprensa, a Rede Globo anunciou a saída de Marcius Melhem da liderança dos projetos de humor da emissora. Na nota, a Globo afirmou que o humorista deixou a liderança por “motivos pessoais” e revelou ainda que ele solicitou uma licença das funções de roteirista e ator por um período de quatro meses.

A decisão veio pouco mais de dois meses após a coluna de Leo Dias, no portal UOL, reportar que Marcius teria sido denunciado por assédio moral por diversas atrizes experientes da área.

[anuncio]

Segundo o jornalista, os nomes de Dani Calabresa e Maria Clara Gueiros apareciam entre as estrelas que fizeram as acusações. No entanto, após a notícia sair, Gueiros usou as redes sociais para falar sobre o assunto. “Esclarecendo: Eu não fui vítima de assédio moral e não fiz denúncia”, escreveu. Ao hugogloss.com, Dani Calabresa disse que não se pronunciaria, mas confirmou que, de fato, estava em contato com a direção da emissora.

Assédio moral no ambiente de trabalho configura qualquer tipo de situação humilhante, constrangedora, repetitiva e prolongada — principalmente em hierarquias. Apesar da denúncia ter partido de mulheres, ela também teria ganhado reforço entre os homens do humor. Marcelo Adnet teria testemunhado a favor das reclamantes, de acordo com a nota de Dias.

[anuncio]

Em entrevista recente à ‘Folha’, entretanto, Adnet negou ter presenciado qualquer situação do gênero. “Até saiu que eu testemunhei e me coloquei do lado delas, mas isso não aconteceu. Também não quis desmentir oficialmente para não parecer que eu não estava do lado delas. É muito simples. O Marcius é meu amigo, a Dani Calabresa também, todos se falam e acho leviano falar porque não presenciei”, declarou.

Na época, o departamento de Comunicação da TV Globo afirmou: “Todo relato de assédio, moral ou sexual, na Globo é apurado criteriosamente assim que tomamos conhecimento. A Globo reafirma que não aceita qualquer tipo de assédio e, neste sentido, mantém um canal aberto para denúncias de violação às regras do Código de Ética do Grupo Globo.”

Marciu Melhem se manifesta 

Um dia após a Rede Globo anunciar que Marcius Melhem saiu da liderança dos projetos de humor da emissora e solicitou uma licença de quatro meses, o ator e roteirista decidiu se pronunciar sobre o caso. Em nota à imprensa, Marcius forneceu mais detalhes do motivo por trás do seu desligamento e deu a entender que o caso não teria nenhuma relação com as denúncias de assédio moral que recebeu em dezembro.

“É com total indignação que Marcius Melhem recebe os questionamentos sobre as razões que o teriam levado a pedir uma licença de quatro meses à TV Globo. A decisão de se afastar de suas atividades na emissora foi do próprio Melhem e não tem relação alguma com as maldades veiculadas”, afirmou o comunicado.

Marcius Melhem não faz mais parte da liderança do Humor na Globo. (Foto: Reprodução/TV Globo)

Em seguida, os representantes do humorista explicaram que, apesar de ser reservado sobre sua vida pessoal, Melhem resolveu expôr o caso em razão do que vem sendo noticiado e revelaram que a saúde de uma de suas herdeiras é a principal preocupação dele no momento.

“O motivo do seu afastamento se deve a um problema de saúde que uma de suas filhas está atravessando, necessitando de uma cirurgia, que será realizada nos Estados Unidos, onde a família deverá permanecer, parte desse período, até a pronta recuperação da menina”, finalizou a nota.

Encerramento do contrato

Confira o comunicado emitido em 14 de agosto pela emissora, anunciando o fim da parceria com Melhem: “A Globo e Marcius Melhem, em comum acordo, encerraram a parceria de 17 anos de sucessos. O artista, que deu importante contribuição para a renovação do humor nas diversas plataformas da empresa, estava de licença desde março para acompanhar o tratamento de saúde de sua filha no exterior. Como todos sabem, a Globo tem tomado uma série de iniciativas para se preparar para os desafios do futuro e, com isso, adotado novas dinâmicas de parceria com atores e criadores em suas múltiplas plataformas. Os conteúdos de humor, assim como os de dramaturgia diária e semanal, continuam sob a liderança de Silvio de Abreu, diretor de Dramaturgia da Globo”.

O post “Comum acordo”? Funcionários da Rede Globo reclamam de postura da emissora sobre denúncias de assédio contra Marcius Melhem, diz colunista apareceu primeiro em Hugo Gloss.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.