Ads Top

convite para visitar o site da Loja Fetiches

Exclusivo: Manu Gavassi revela a Hugo Gloss todo o processo criativo por trás de “Deve Ser Horrível Dormir Sem Mim”, explica referências e comenta convidados inusitados: “Teve muito amadurecimento”; Assista

Manu Gavassi quebrou a internet na última sexta-feira (21), quando lançou a música e o clipe de “Deve Ser Horrível Dormir Sem Mim”, parceria com Gloria Groove. Entre conceito, referências e participações icônicas, o vídeo alcançou três milhões de views no Youtube em 24 horas, maior debut da carreira de ambas as artistas. Não só isso, a faixa estreou no segundo lugar do Spotify Brasil, e mantém uma crescente nos streams, se segurando no pódio até hoje, o que é bem raro e difícil. Sucesso que chama, né?

No entanto, os números nunca foram a definição de sucesso para Manu. “A minha ambição não é ser maior e ter mais números, a minha ambição é fazer trabalhos cada vez mais bem-feitos e que me orgulhem muito, com começo, meio e fim”, contou em entrevista exclusiva a Hugo Gloss. “Eu sou ambiciosa nesse sentido, então o fato de eu ter feito um bom trabalho e ele ter repercutido em números assim, pra mim, é surreal. Eu já estaria bem feliz se fosse só um bom trabalho com boas críticas, era o que eu planejava”, comemorou ela.

Surpreendentemente, a faixa com Gloria Groove quase não foi a escolhida para ganhar um clipe tão icônico e bem produzido. “Ela não ia ser meu primeiro lançamento [depois do BBB]. Eu tava pensando em uma um pouco mais triste, mais introspectiva, que foi um processo que eu vivi no meu confinamento número 1 e que eu sei que as pessoas viveram aqui no confinamento da vida real”, explicou a musa. “Eu tinha a ideia de lançar uma outra música antes dessa, mas, energeticamente eu pensei ‘cara, tá tudo fluindo tão bem com essa música’, que eu acho que é um sinal do universo e eu aprendi a respeitar mais os sinais do universo depois de várias provas que a vida me deu”, completou.

[anuncio]

Um dos sinais, inclusive, foi a participação da própria Gloria, de quem Manu sempre foi fã. “Ela foi uma das primeiras pessoas com quem eu falei assim que eu saí do reality. Quando eu peguei meu celular tinha mensagem dela e eu não acreditei porque eu sou muito fã. A gente não era amiga antes. Ela já gostava do meu trabalho, mas eu nem sabia que ela sabia da minha existência. Eu pagava um pau pra ela. Aí a gente falou de fazer uma música juntas”, elogiou a cantora.

A parceria já engrenou na primeira opção de música que Manu enviou algum tempo depois. “Quando eu terminei o primeiro verso e o refrão eu mandei pra ela e falei: ‘Ó, fica tranquila se você odiar, continuamos amigas, mas se você gostar queria te convidar pra fazer junto comigo’. Ela adorou a música e mandou a parte dela. Foi de uma maneira tão natural que eu falei: ‘Essa tem que ser minha próxima música. Independente de quando eu for lançar, tem que ser ela'”, apontou Gavassi.

A partir daí, veio todo o processo de criação, que foi atrelado a uma publicidade para qual Manu ficou completamente loira. Por conta dos prazos negociados com o cliente, não restou outra opção a não ser fazer tudo em tempo recorde! “Daí teve o desafio de fazer tudo acontecer, porque eu tinha uma agenda pra cumprir de publicidade. Eu tinha que revelar meu cabelo em tal data, que já tava acordada, mas meu clipe nem tinha sido feito. Como eu ia fazer um clipe de 10 minutos em 10 dias?”, questionou-se Manu, na época. “Mas eu fiz”, comemorou. Fez e fez impecavelmente!

[anuncio]

A campanha também trouxe uma nova personagem, Malu Gabatti, que tomou as redes sociais de Manu e recebeu os créditos pela direção do clipe. A estratégia ousada fez com que a cantora perdesse mais de 100 mil seguidores (agora já recuperados, ufa!) no Instagram. “A Malu foi inspirada, sim, nos meus haters e em diversos shades que já recebi. Então o fato dela falar, tipo, ‘Nossa, Manu ficou três meses em um reality show e não quer exposição’, várias coisas que ela fala sobre mim eu escutei na vida real e carinhosamente anotei, guardei pra depois e achei uma oportunidade de usar”, explicou. Ela não é Beyoncé, mas também sabe fazer do limão, a sua ‘Lemonade’!

View this post on Instagram

21.08 🎥

A post shared by Manu Gavassi (@manugavassi) on

Os shades não incomodam a artista pessoalmente, no entanto, ela admitiu que se sente insegura em relação à sua música. A escolha de fazer um clipe de 10 minutos foi uma consequência disso. “Eu não sei se as pessoas gostam muito da minha música. Talvez as pessoas só gostam de quem eu sou, de quem elas conheceram no reality e isso não necessariamente vai reverter pra minha carreira musical. [Então eu pensei] Como eu faço pra isso ser um conteúdo que abrace vários públicos, que possa me realizar em todo meu potencial e que misture tudo que eu sei fazer? Por isso foi um grande plot twist essa música estar bombando em todos os lugares de uma maneira que eu nunca esperei”, comentou.

Junto com a criação do roteiro de um clipe/curta-metragem veio a escolha dos convidados, que incluíram o ex-namorado de Manu, Chay Suede e a atual esposa dele, Laura Neiva, assim como Raoni Phillips, de “Girls in the House” e Bruno Anacleto, o “Garoto Errado” do primeiro clipe de Gavassi. As aparições de Chay e Laura, especificamente, causaram frisson nas redes. Questionada sobre o porquê do time convidado, a cantora falou em amadurecimento. “Eu senti que nenhuma escolha foi por acaso, mas nenhuma foi tão pensada assim. Eu sinto que cada pessoa que eu chamei e que falou ‘sim, eu aceito’ existe um porquê muito grande. O Bruno, por coincidência, é um amigo que me ligou na semana aí na hora eu falei: ‘Vou gravar um clipe, quer gravar comigo?’. Então nada foi pensado dessa maneira, tudo aconteceu de uma maneira muito natural e acho que representa uma cura e um amadurecimento muito grande na minha vida em todos os sentidos”, expôs.

A participação de Anacleto também foi muito comentada na web, não só pela presença dele na carreira de Manu, como também pelo fato de estar vestido de coelho. Inicialmente, muitos fãs pensaram que essa poderia ser uma referência a uma das primeiras provas do “BBB 20”, em que Hadson acabou ‘trollado’. A cantora, porém, disse que passou longe de sua intenção. “Não tinha sentido algum. Quando eu era criança eu assistia muito David Lynch porque era um diretor loucão que minha mãe adora só que eu não entendia nada, mas eu lembro de um filme dele de coelhos. Aí eu pensei: ‘Ah, todo diretor bom tem umas piras e se eu trouxer uns coelhos sem sentido algum?'”, descreveu a diva.

Os gavassers, entretanto, acertaram em cheio ao apontarem para o que seria um ‘manifesto feminista’ da estrela, por sexualizar os homens, ao invés das mulheres no vídeo. “Quando eu falei da nudez no clipe, eu não queria que a nudez ficasse em mim e na Gloria. Eu queria fazer essa crítica de: ‘Por que sempre é a mulher?’. Por isso eu coloquei meu galã, o Boy Gato com Cara de Quem Vai Acabar com a Sua Vida, o Chay Suede, nu como uma crítica também. E eu falei isso pra ele antes e ele super topou”, agradeceu.

[anuncio]

Outro easter egg que reforçou o discurso foi a cadeira de “diretorA”, disposta no estúdio. “É muito louco como as coisas vão acontecendo de maneira natural mais uma vez. A minha diretora de arte me ligou e falou: ‘Ó, Manu, não tem cadeira escrito diretora’. Eu falei: ‘Ótimo, compra uma de diretor e escreve um A bem grande’. Já pra militar desde o começo”, divertiu-se ela.

Para quem ficou na expectativa de um álbum, no entanto, não espere uma data tão cedo. “Eu decidi fazer o álbum dos meus sonhos, no tempo que eu precisar fazer. Essa música não necessariamente faz parte de um álbum, é um single, faz parte de um momento da vida que eu vivi e faz parte também da finalização de um ciclo do reality e de toda a exposição que eu vivi”, explicou Manu.

Agora, o próximo grande passo da gênia é a apresentação do “MTV Miaw 2020”, ao lado de Bruna Marquezine. Coincidentemente, as duas já haviam sonhado com essa possibilidade antes. “Desde criança eu falava que meu sonho era apresentar ‘Os Meus Prêmios Nick’, e eu fui crescendo e passando essa vontade para a MTV. Eu lembro da Bru assistindo o VMA aqui em casa e a gente pensando ‘nossa, essas premiações, já imaginou apresentar um negócio desses?’. É um papo que eu já tive com a Bru. Eu não vejo a Bru desde o ano passado, não a vi esse ano ainda, então a gente vai literalmente se reencontrar nesse projeto”, comemorou.

[anuncio]

Já outros planos e projetos de Manu permanecem como uma incógnita – pro público. Convidada pelo próprio autor, nas redes sociais, para atuar em “Salve-se Quem Puder”, novela das 19h da TV Globo, ela explicou que não poderia assumir o compromisso por conta de um trabalho de atuação já acordado com outra empresa! “É para tela grande ou tela pequena?“, quis saber Hugo Gloss. “É a tela que você tiver a seu alcance! Quem sou eu para regular a tela dos outros“, tentou se esquivar Gavassi, caindo na risada.

Eu não sei o quão oficial foi esse convite pra mim, mas eu já tinha um outro projeto que tava muito engatilhado e que eu queria muito fazer e, por conta dele – que eu ainda não posso falar -, eu não ia conseguir entrar numa rotina de novela que é muito intensa e muito extensa, são vários meses. Eu tenho muita vontade fazer novela, mesmo, principalmente uma vilã, que é meu grande sonho“, explicou ela, que jura ainda sentir limitações no ofício de atriz.

“Quero muito atuar, não só em projetos meus, mas receber projetos dos outros e encarar esses desafios porque eu sinto que, como atriz, eu ainda sei muito pouco, né. Quando eu escrevo pra mim mesma é o meu jeito de me comunicar, então eu tô muito segura naquilo, mas eu acho que tem muito desafio ainda pra mim, pra sair da minha zona de conforto”, ponderou. Por aqui já estamos esperando com ansiedade todos os seus próximos projetos, Manu!

Confira a entrevista completa:

O post Exclusivo: Manu Gavassi revela a Hugo Gloss todo o processo criativo por trás de “Deve Ser Horrível Dormir Sem Mim”, explica referências e comenta convidados inusitados: “Teve muito amadurecimento”; Assista apareceu primeiro em Hugo Gloss.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.