Ads Top

convite para visitar o site da Loja Fetiches

Chadwick Boseman rejeitou papel em filme sobre escravidão com Tessa Thompson, e motivo é elogiado por empresário: “Lutou contra isso até os últimos dias”

Que Chadwick Boseman era um ator extremamente talentoso, ninguém tem dúvidas. Mas é cada vez mais admirável descobrir o quanto ele era um grande homem atrás das câmeras. Em entrevista ao The Hollywood Reporter nesta quarta (2), seu agente e amigo, Michael Greene, revelou que o astro rejeitou um filme com a atriz Tessa Thompson, após descobrir que a história teria estereótipos sobre a escravidão.

“Eu me lembro que ele e Tessa receberam uma oferta de um filme, era sobre dois escravos, e ele disse, ‘Eu não quero perpetuar a escravidão’”, lembrou Michael. “Era como ‘Não vamos continuar perpetuando esses estereótipos [sobre o povo negro]’, e é por isso que ele queria mostrar homens de força e caráter [em seus trabalhos]. Sempre foi sobre trazer luz. É por isso que nunca fizemos filmes realmente sombrios ou filmes que eram apenas pessoas atirando em todo mundo e perpetuando a escuridão”, explicou o agente.

Chadwick Boseman morreu aos 43 anos, vítima de um câncer de cólon. Foto: Getty

Felizmente, Chadwick conseguiu realizar grande parte desse propósito em vida. “Durante todo o tempo ele lutou contra as trevas, literalmente. Até os últimos dias de sua vida, ele estava lutando contra isso”, falou Greene, que por acaso foi uma das pouquíssimas pessoas que sabiam a respeito da luta do ator contra o câncer de cólon.

[anuncio]

Em janeiro de 2019, Boseman revelou durante uma entrevista que foi dispensado da novela “All My Children” por se recusar a interpretar um personagem que era um estereótipo sobre as pessoas negras. Michael Greene relembrou os bastidores da história. “Depois do primeiro roteiro de Chad, eles literalmente disseram: ‘Oh, aqui está seu próximo roteiro, e sua mãe é viciada em crack e seu pai foi embora’. E ele disse: ‘Não vou fazer essas cenas’, e entrou na sala dos roteiristas e eles o demitiram”, contou o amigo do ator.

O astro era um artista tão diferenciado, que ao ser convidado para interpretar o cantor James Brown no filme “Get On Up”, ele insistiu para fazer um teste como qualquer outro ator. “Eles [da produção] ficaram tipo: ‘Do que você está falando? Estamos oferecendo [o papel] para você’. Ele disse: ‘Não, não. Quero ter certeza de que todos vocês pensem que posso fazer isso, porque tenho que fazer minha própria dança'”, recordou Michael.

Chadwick Boseman fez um trabalho brilhante ao encarnar o cantor James Brown no filme “Get On Up”. Foto: Reprodução/Youtube

“Duas semanas depois, vimos uma gravação e foi tipo, ‘Oh, sim, você consegue [interpretar o cantor]’. Ele [Chad] precisava falar com a família de James Brown. Antes de fazer [o filme] ‘Marshall’, ele falou com John Marshall, o filho. Como ele tinha a pele mais escura e não queria polêmica com isso, Chad queria ter certeza de que o filho estava bem com isso. E seu filho escreveu uma carta que [o pai] seria honrado [com a interpretação de Boseman]”, entregou o agente.

[anuncio]

Chadwik Boseman morreu na última sexta-feira (28), aos 43 anos de idade, vítima de um câncer de cólon. Após a notícia ser divulgada, um grande time de artistas homenageou o ator por todo seu legado no cinema. Recentemente, Letitia Wright e Michael B. Jordan fizeram declarações comoventes em despedida ao astro, de quem eram muito próximos. Confira as homenagens na íntegra clicando aqui e aqui.

O post Chadwick Boseman rejeitou papel em filme sobre escravidão com Tessa Thompson, e motivo é elogiado por empresário: “Lutou contra isso até os últimos dias” apareceu primeiro em Hugo Gloss.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.