Ads Top

convite para visitar o site da Loja Fetiches

Ex-funcionário acusa Ellen DeGeneres de comandar casa como “acampamento militar” e deixar “armadilhas” para equipe espalhadas pelo local: “Pior pessoa que eu já conheci na minha vida”

Se o ambiente de trabalho no “The Ellen DeGeneres Show” foi classificado como tóxico e abusivo, de acordo com um ex-funcionário, a casa da apresentadora era ainda pior. Um trabalhador, que preferiu se manter anônimo com medo de retaliação jurídica, deu um depoimento ao “Daily Mail”, afirmando que Ellen comandava sua própria casa como um “acampamento militar”.

O funcionário passou vários meses trabalhando em uma das exuberantes mansões que a estrela dividiu com a esposa, Portia de Rossi, na última década. Apesar de não ter chegado nem a um ano ali, a fonte disse que foi um dos membros da equipe que passou mais tempo na função profissional.

De acordo com ele (ou ela), os trabalhadores raramente aguentavam mais do que alguns meses na casa e, em uma ocasião, uma governanta foi demitida apenas duas horas depois de começar o trabalho. “Havia várias pessoas que ela (Ellen) demitia, recontratava e depois demitia pela segunda vez”, relembrou o insider.

[anuncio]

A vida nos bastidores da mansão de DeGeneres na Califórnia era tão traumática quanto a ‘cultura tóxica’ do programa, classificou ele. Entre as coisas que faziam o local parecer um “acampamento militar”, estavam o fato da apresentador disparar ordens constantemente, atormentando os funcionários por erros minúsculos e “tendo prazer” em demitir pessoas.

De acordo com um ex-funcionário, Ellen tinha uma casa tão tóxica quanto o programa (Foto: Getty)

Segundo o relato, toda manhã a estrela da TV escrevia uma lista passivo-agressiva detalhada com queixas insignificantes sobre o que ela não havia gostado no dia anterior. “Deveriam ter umas 20 a 30 coisas por dia. Nós estamos falando dos menores detalhes aqui – como um saleiro fora do lugar ou uma lâmpada que foi deixada acesa”, descreveu a fonte.

As violações ainda chegaram a incluir um chef usando o banheiro de visitas, uma empregada se esquecendo de colocar um dos lixos para reciclar, uma comida que foi servida na tigela errada e um funcionário que não garantiu que o latte de Ellen estivesse com espuma do jeito que ela gosta.

[anuncio]

Quando os erros começaram a diminuir, a apresentadora teria começado a provocá-los por conta própria. “A equipe estava ficando cada vez melhor e cometendo menos erros, então ela começou a deixar pequenas armadilhas”, relembrou o ex-funcionário. Segundo ele, a loira apoiava estrategicamente palitos de fósforo atrás de portas de armário, almofadas e livros para testar se os faxineiros estavam tirando o pó de cada centímetro quadrado de sua ampla residência.

Ellen chegou a montar armadilhas para os funcionários de sua própria casa (Foto: Getty)

“Um dia, uma funcionária achou oito fósforos espalhados em lugares estranhos. O resto do dia virou uma corrida para encontrar todos antes dela chegar em casa e demitir alguém”, revelou. E o tratamento não ficava só com os trabalhadores contratados diretamente pela comunicadora. Segundo o insider, Ellen também era agressiva com funcionários terceirizados.

Prestadores de serviços, guardas de segurança e outros empreiteiros sempre relutavam em ir até a casa porque DeGeneres detonava seus trabalhos. “Uma das melhores empresas de segurança de Hollywood encerrou o contrato com ela. Uma das críticas que eu ouvi foi de que ela não gostava do modo como eles andavam e de como eles abriam e fechavam portas”, recordou o ex-membro da equipe.

[anuncio]

“Minha crença é a de que a verdadeira personalidade da pessoa surge em casa. Então, depois de tudo que foi dito sobre ela no trabalho, você pode imaginar o quão terrível ela é em casa quando está à vontade”, apontou ele. “Ellen é a pior pessoa que eu já conheci na minha vida. Ela sente prazer em demitir pessoas”, completou.

Ellen “teria prazer” em demitir pessoas, afirmou o ex-funcionário (Foto: Reprodução/YouTube)

“Às vezes ela gritava com a gente, mas era mais sobre o tom incrivelmente condescendente que ela usava. Ela te tratava como se você não fosse nada. Ela te torturava e você apenas ia ficar sentado ali e escutar, porque estava sendo pago”, acrescentou ainda.

O ex-funcionário também sabia um caso polêmico sobre os bastidores do “The Ellen DeGeneres Show”. “Eu tenho um amigo que estava no programa um dia e me contou uma história de como a Ellen apontou o dedo para uma assistente de produção e disse: ‘se livrem dela, eu não gosto do modo como ela me olha’. Eu ouvi essa história de duas pessoas diferentes e não me surpreendi em nada”, declarou.

[anuncio]

Nova Temporada do Programa

Em meio às novas acusações, Ellen DeGeneres revelou nessa terça-feira (08) que está de volta aos estúdios da Warner Brothers para a gravação da nova temporada de seu talk-show. O programa deve retornar ao ar no dia 21 de setembro e a apresentadora sugeriu que pretende falar sobre as polêmicas que envolveram seu nome nesse meio-tempo.

“Mal posso esperar para voltar ao trabalho e ao nosso estúdio”, comemorou ela através de um comunicado. Então ela acrescentou: “E, sim, nós vamos conversar sobre isso”.

O programa vai voltar ao ar para a 18ª temporada neste mês (Foto: Getty)

Diferente da 17ª temporada, que foi filmada diretamente da casa da apresentadora, via chamadas de vídeo com os convidados, a 18ª vai voltar para o estúdio, mas sem o público presencial. A atriz e comediante Tiffany Haddish se juntará a DeGeneres nas gravações, assim como Stephen “tWitch” Boss, que foi promovido e vai ser apresentador convidado durante alguns episódios.

Na semana de estreia, estão escaladas as participações de Kerry Washington, Alec Baldwin e Chrissy Teigen. No fim do mês, outros nomes como Chris Rock, Amy Schumer, Adam Sandler e Orlando Bloom também deverão integrar o programa.

[anuncio]

Relembre a polêmica

Desde julho, diversos funcionários e ex-funcionários do “The Ellen DeGeneres Show” fizeram relatos chocantes ao “BuzzFeed News” para denunciar o ambiente de trabalho tóxico do programa. Os ex-trabalhadores entrevistados foram demitidos após tirarem licenças médicas ou dias de luto para ir a funerais de família. Uma funcionária ainda decidiu sair do emprego após levar uma bronca por reclamar sobre racismo nos bastidores. Para o ‘Buzzfeed’, outros ainda disseram que foram instruídos por seus chefes diretos para não falar com a apresentadora se a vissem pela empresa.

A maioria dos ex-funcionários culpou os produtores-executivos do programa e outros gerentes seniores pela toxicidade do dia a dia, mas um deles chegou a dizer que a falta de controle de Ellen dá espaço para que isso aconteça. “Se ela quer ter seu próprio show e ter o nome dela no título, ela precisa se envolver mais com o que está acontecendo. Eu acho que os produtores executivos que a cercam devem dizer: ‘As coisas estão ótimas, todo mundo está feliz’, e ela apenas acredita nisso, mas é responsabilidade dela ir além disso'”, declarou.

Produtores do programa foram acusados de assédio e má conduta (Foto: Getty; Reprodução/Youtube)

Em outra matéria, eles denunciaram diretamente os produtores demitidos Ed Glavin, Kevin Leman, e Jonathan Norman sobre episódios de assédio, abuso, e má conduta sexual dos executivos. Além das investigações do estúdio, a própria Ellen ainda escreveu uma carta direta para os funcionários, desculpando-se pelo ocorrido e assumindo responsabilidade pelo caso.

Em meio ao escândalo, nomes de quatro famosos foram cotados para substituir a apresentadora no programa, enquanto celebridades se manifestavam em defesa dela.

O post Ex-funcionário acusa Ellen DeGeneres de comandar casa como “acampamento militar” e deixar “armadilhas” para equipe espalhadas pelo local: “Pior pessoa que eu já conheci na minha vida” apareceu primeiro em Hugo Gloss.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.