Ads Top

convite para visitar o site da Loja Fetiches

Mario Frias ataca Marcelo Adnet, após paródia divertida do humorista: “Traiu a própria esposa em público”; Global reage nas redes sociais

Nesta sexta-feira (4), o secretário especial da Cultura, Mario Frias, utilizou sua conta no Instagram para atacar o humorista Marcelo Adnet. O intérprete de Escova na novela teen “Malhação” não gostou da mais recente esquete do artista, que satiriza um vídeo do governo protagonizado pelo ator.

A campanha da Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom) homenageia heróis do nosso país, e apresenta Mario Frias observando materiais históricos e esculturas de figuras brasileiras, sempre com citações ao hino nacional. A produção acompanha as comemorações do feriado de 7 de setembro, celebrado na próxima segunda-feira. “A verdade é que somos um povo heroico e encaramos com um brado retumbante o destino que nos encara. E a nossa história precisa ser contada”, diz o secretário em um trecho.

[anuncio]

Em seu programa “Sinta-se em Casa”, produzido pela Globoplay, Marcelo Adnet reproduziu as cenas de Mario Frias no vídeo do governo, que no contexto da esquete seria uma homenagem apresentada no “Arquivo Confidencial do Faustão” para o presidente Jair Bolsonaro. “Eu não te conheço há tanto tempo, Jair, mas é como se já fosse uma relação de pai e filho. Depois de jogar video game tanto tempo com seu filho, eu tive uma ideia! Eu não vou falar muito, não. Não vou me alongar (sic), até porque nossas histórias ainda estão por vir. Eu preparei um vídeo, porque eu tava com saudade de atuar e vai mudar a história da cultura no Brasil”, debocha o texto.

Adnet mostra algumas peças aleatórias de decoração da sua casa, e ironiza a falta de conteúdo da produção feita pela Secom e Mario Frias. “Descobriremos juntos, como heróis que somos, o que significa cada um desses símbolos da nossa cultura”, fala o ator. Em seguida, a imitação de Marcelo para o apresentador Faustão reforça a mensagem sem sentido: “A galera não entendeu nada! Eu também não entendi o que ele quis dizer!”. Confira:

O intérprete do Conde Máximo Augusto na novela infantil “Floribella” ficou indignado com o vídeo, e compartilhou em seu Instagram o print de Marcelo Adnet na esquete, acompanhado de um texto revoltado. “Garoto frouxo e sem futuro. Agindo como se fosse um ser do bem, quando na verdade não passa de uma criatura imunda, cujo o adjetivo que devidamente o qualifica não é outro senão o de crápula”, começou Mario Frias.

O secretário especial da Cultura não pensou duas vezes antes de baixar o nível do seu ataque, e mencionou o caso de infidelidade do global na época em que era casado com Dani Calabresa. “Um Judas que não respeitou nem a própria esposa traindo a pobre coitada em público por pura vaidade e falta de caráter”, relembrou. “Um palhaço decadente que se vende por qualquer tostão, trocando uma amizade verdadeira, um amor ou sua história por um saquinho de dinheiro e uma bajulada no seu ego infantil, e incapaz de encarar a vida e suas responsabilidades morais”, continuou.

[anuncio]

“Pior do que isso: conta vantagem por se considerar melhor que as outras pessoas. Mas isso tudo é só para esconder a solidão em que ele se encontra. Quem em sã consciência consegue conviver no mundo real com um idiota egoísta e fraco como esse? Onde eu cresci ele não durava um minuto. Bobão!”, finalizou o secretário.

View this post on Instagram

Garoto frouxo e sem futuro. Agindo como se fosse um ser do bem, quando na verdade não passa de uma criatura imunda, cujo o adjetivo que devidamente o qualifica não é outro senão o de crápula. Um Judas que não respeitou nem a própria esposa traindo a pobre coitada em público por pura vaidade e falta de caráter. Um palhaço decadente que se vende por qualquer tostão, trocando uma amizade verdadeira, um amor ou sua história por um saquinho de dinheiro e uma bajulada no seu ego infantil e incapaz de encarar a vida e suas responsabilidades morais. Pior do que isso: conta vantagem por se considerar melhor que as outras pessoas. Mas isso tudo é só para esconder a solidão em que ele se encontra. Quem em sã consciência consegue conviver no mundo real com um idiota egoísta e fraco como esse? Onde eu cresci ele não durava um minuto. Bobão!

A post shared by Mario Frias🇧🇷 (@mariofriasoficial) on

O ataque não passou despercebido por Marcelo Adnet… Em seu Twitter, o humorista mencionou o post do secretário e deu uma sugestão para seus seguidores. “Até o secretário Frias recomendou [a esquete] no Instagram dele! Vale conferir o post! A Secom deve replicar em suas redes!”, compartilhou.

E, de fato, a Secretaria Especial de Comunicação Social, um órgão público vale ressaltar, se manifestou com uma sequência de tuítes em sua conta oficial, manifestando repúdio à esquete humorística. “Erramos. Acreditamos que seria possível unir todo o país em torno de bons valores e de bons exemplos. Afinal, ninguém é contra a bondade, o amor ao próximo, o sacrifício por inocentes, certo? Errado! Infelizmente, há quem prefira parodiar o bem e fazer pouco dos brasileiros”, escreveu no primeiro post.

[anuncio]

A secretaria refere-se às pessoas que não gostaram da campanha “Um Povo Heróico” como “desprezíveis”. “Felizmente, estamos aqui falando de uma ínfima e desprezível minoria. Felizmente, a maioria reagiu com amor, emoção e gratidão“, apontou. “Aos brasileiros de bem, imensa e esmagadora maioria, nosso muito obrigado e um pedido: compartilhem esses materiais com o máximo de pessoas”, completou.

Nas redes sociais, Mario Frias continuou com os ataques a Marcelo Adnet. O ex-participante do reality show “A Fazenda”, Thiago Gagliasso, publicou um print do site Pipocando com uma matéria que falava sobre um suposto novo affair extraconjugal do humorista global. “Deixo a legenda com vocês”, ironizou. Nos comentários, o secretário especial de Cultura escreveu: “Frouxo mau caráter”.

A esquete de Adnet também não agradou o ex-peão de “A Fazenda”, Thiago Gagliasso. Foto: Reprodução/Instagram

Repercussão na web

Nas redes sociais, os internautas que se divertiram com a esquete de Marcelo Adnet, ironizaram a reação de Mario Frias. “Mano, imagina o trabalho que eles estão tendo?! Ele (Mario Frias) apaga TODOS os comentários que não são a favor dele!”, observou um rapaz. “Marcelo, o Frias descreveu ele próprio no Twitter. Decadente e tudo mais que ele disse. Uma boa terapia o levaria a um bom autoconhecimento. Fique na boa!”, analisou outra seguidora.

[anuncio]

Marcelo Adnet entrou na brincadeira e fez menção ao meme conhecido dos fãs de futebol, dos tradicionais diálogos entre Galvão Bueno e Tino Marcos. “Galvão!”, publicou o humorista. Em seguida, diversos comentários completaram as falas. “Diga lá, Tino!”, soltaram. “Sentiu“, concluiu o global.

Marcelo Adnet brincou com meme de Galvão Bueno para debochar da reação enfurecida de Mario Frias. Foto: Reprodução/Twitter

O humorista Fabio Rabin ironizou o fato da Secom ter se manifestado sobre o caso. “Parabéns, @MarceloAdnet! Isso aqui é pra enquadrar. Era em Cuba que não podia fazer humor?”, compartilhou. “Parece que o ‘SEM MIMIMI e CONTRA O POLITICAMENTE CORRETO’ era apenas hipocrisia. Uma piada versus o Governo Federal em polvorosa, fazendo notas de repúdio em canal oficial. O país desmoronando e o problema é minha sátira! É muita falta do que fazer”, concluiu Marcelo Adnet em resposta.

Mario Frias também recebeu grande apoio pelas críticas feitas contra Marcelo Adnet. O cantor Netinho, aquele do hit “Milla”, escreveu: “Siga forte, Mario”. A deputada federal Carla Zambelli, que recentemente foi desmentida pelo hospital DF Star, em Brasília, confirmando que ela não teve o coronavírus, publicou: “Nem sei quem é [Marcelo Adnet], então com certeza você é maior, muito maior”.

Cantor Netinho apoia Mario Frias contra Adnet. Foto: Reprodução/Instagram
Carla Zambelli afirma nunca ter ouvido falar sobre o humorista. Foto: Reprodução/Instagram

O post Mario Frias ataca Marcelo Adnet, após paródia divertida do humorista: “Traiu a própria esposa em público”; Global reage nas redes sociais apareceu primeiro em Hugo Gloss.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.