Ads Top

convite para visitar o site da Loja Fetiches

Antonia Fontenelle vira ré em processo movido por Felipe e Luccas Neto; entenda e saiba detalhes

Ao longo dos últimos meses, os irmãos Felipe e Luccas Neto vêm enfrentando judicialmente falsas notícias que os associam ao crime de pedofilia. Na última semana (1º), o juiz Ricardo Coronha Pinheiro, da 39ª Vara Criminal do Rio, aceitou uma queixa-crime feita pelos youtubers contra Antonia Fontenelle.

A apresentadora do “Na Lata” foi acionada após publicar no Instagram, um compilado de vídeos de humoristas famosos – dentre eles, os irmãos Neto – junto de um questionamento. Segundo o UOL, Antonia teria escrito: “Podemos chamar esse vídeo de incitação à pedofilia a olhos nus? Felipe e Luccas Neto, dois irmãos milionários, um deles faz dinheiro com crianças e o outro com adolescentes cujos pais ignoram o que seus filhos consomem na internet”. A postagem já foi derrubada.

[anuncio]

Em comunicado, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro informou que Antonia responderá pelos crimes de calúnia, difamação e injúria. “Em junho do ano passado, a apresentadora publicou em seu perfil do Instagram um vídeo em que associava os dois youtubers à incitação e à prática de pedofilia. Agora, a atriz é ré em três ações penais e duas ações cíveis movidas pelos irmãos Neto”, disse a nota.

Até o momento, Fontenelle não se manifestou sobre o caso. A última publicação da loira nas redes, entretanto, traz uma mensagem sugestiva: “Escolhi ver a vida sempre pelo lado positivo, e o resultado vocês conferem na pele, na anti-idade, nas vitórias, na vida que levo que, apesar de tantos inimigos atormentando, batendo, tentando me intimidar, me calar…. Não posso reclamar da vida que levo, ela é bem boa”.

De acordo com a coluna de Ancelmo Gois, do jornal O Globo, as advogadas Luciana Barbosa Pires e Juliana Bierrenbach renunciaram à defesa da apresentadora menos de um mês após assumirem a causa. A audiência sobre os processos que Antonia acumula foi marcada para o dia 9 de dezembro.

Um deles envolve uma outra publicação da atriz, na qual chama Felipe de “canalha” e “câncer da internet” e afirma que o youtuber teria aconselhado crianças a utilizarem a chamada “deepweb” – espaço online que acumula sites obscuros e por onde circulam todos os tipos de criminosos.

View this post on Instagram

Esse câncer da internet adora chamar os outros de fascista, eu convido aqui os pais desse país pra uma reflexão sobre esse vídeo. E não adianta justificar que não é de hoje, o conselho foi dado e com certeza foi seguido. Eu entendi que ele ensina menores de idade a criar um canal no YouTube adulterando sua idade e a partir daí ter acesso a qualquer conteúdo. Assim como aconselhou seus seguidores pré adolescentes e adolescentes irem na deep web denunciar conteúdos de pedofilía, porque ele não se dirige ao Ministério Público? Porque ao invés disso não direciona seus seguidores a conhecer as obras de Monteiro Lobato, Machado de Assis… OAB se junta a essa criatura pra debaterem juntos a lei da Fake News, seria cômico se não fosse trágico. Um desrespeito com os advogados desse País, um desprestígio… Por mim ele pode se esconder atrás do papa Francisco pra continuar agindo de má fé com as pessoas de bem, de mim ele não se esconderá.

A post shared by ladyfontenelle (@ladyfontenelle) on

Entenda o caso

Nos últimos anos, Felipe Neto passou a enfrentar diversas mentiras criadas a seu respeito, que têm como objetivo “assassinar” sua reputação e consequentemente deslegitimar todas as críticas que o empresário vem fazendo sobre a política em nosso país. Nos ataques mais recentes, o influenciador teve sua imagem associada à pedofilia com prints, vídeos e textos comprovadamente falsos.

Felipe Neto tem travado uma luta incansável para desmentir prints falsos que o associam à pedofilia. Foto: Reprodução/Twitter

Ainda em agosto, a assessoria do empresário divulgou um comunicado afirmando que “todos aqueles que cometerem os crimes de calúnia, injúria e difamação, responderão por seus atos”. “A assessoria de Felipe Neto informa que todos aqueles que proferirem conteúdo difamatório, criarem ou compartilharem material que o relacione ao cometimento de crimes serão responsabilizados judicialmente, em âmbito cível e criminal”, garantiu a nota.

“Felipe Neto reafirma a defesa da liberdade de expressão, desde que obedecidos os limites legais. Ele afirma que não irá se pronunciar publicamente sobre qualquer acusação relacionando sua imagem a crimes, bem como afirmações mentirosas, levianas e irresponsáveis. As medidas tomadas e o desenrolar das mesmas serão realizadas somente através da Justiça, por meio de seus advogados. Os meios de comunicação não são terra sem lei e há de se ter compromisso e responsabilidade com aquilo que se fala”, completou o youtuber, através de sua assessoria.

[anuncio]

Em entrevista ao “Jornal Nacional” no dia 30 de julho, Felipe revelou que, com a nova intensidade dos ataques, precisou reforçar a sua equipe de segurança e a dos seus familiares. Além dos profissionais da área de tecnologia, que atuam contra as fake news na internet e enviam os registros para a polícia, o empresário contratou uma equipe de advogados para processar os responsáveis pela criação das mentiras a seu respeito.

Lucas, por sua vez, foi vítima das mesmas armações que o irmão, após circularem na web, montagens e imagens destorcidas, usadas para acusá-lo de fazer apologia à pedofilia. No dia 17 de junho, o rapaz resolveu pôr um ponto final na situação. Em um longo desabafo – no qual chorou em determinado momento – ele comprovou como antigos vídeos foram editados. Exatamente um mês depois, o youtuber ganhou o processo contra o responsável por acusá-lo de ter cometido tal crime.

O post Antonia Fontenelle vira ré em processo movido por Felipe e Luccas Neto; entenda e saiba detalhes apareceu primeiro em Hugo Gloss.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.