Ads Top

convite para visitar o site da Loja Fetiches

Para entender a autoestima além da beleza

Quando a gente fala sobre autoestima, é quase automático pensamos na nossa aparência. Mas é muito importante desconstruir essa ideia que o único fato que contribui para que você se sinta bem consigo mesma é o que vê em frente ao espelho.

Você já percebeu como se sente mais feliz e suficiente quando risca uma tarefa na sua lista da semana? Quando consegue bater uma meta? Ou, ainda, quando mantém um bom hábito na sua rotina? Autoestima também tem a ver com conquistas pessoais. E por isso hoje a gente conversou com Nuta Vasconsellos, uma das criadoras do projeto @chatadeautoestima, mas te ajudar a olhar para o seu amor próprio de outra forma.


CDG: Como desmitificar essa questão da autoestima ser relacionada apenas à nossa aparência?

Nuta: Eu costumo dizer que a nossa relação com a nossa aparência é somente o topo do iceberg. A autoestima é uma questão muito mais profunda e que tem interferência direta em como você se coloca no mundo, como se percebe e percebe seu valor. Por isso que eu acredito que antes mesmo de qualquer habilidade, diploma ou oportunidade, a autoestima é a chave para o verdadeiro desenvolvimento e despertar de nós mesmas.

E é impossível falar sobre a verdadeira autoestima sem autoconhecimento. Como vamos amar o que não conhecemos? O que não entendemos, o que não respeitamos? Não percebemos, mas passamos anos sendo estranhas para nós mesmas. Apenas reproduzindo o que a sociedade ou a família espera de nós ou em uma luta eterna por aprovação alheia. Isso está tão entranhado em nós que muitas vezes nem percebemos que não somos de fato, quem queríamos ser. Por isso o processo de autoconhecimento é tão importante.

CDG: Como trazer clareza para as nossas metas e objetivos pode ter relação com a nossa autoestima?

Nuta: Acredito totalmente que o fato de conseguirmos ou não colocar em prática nossas metas e objetivos tem a ver com autoestima! Desde muito nova, somos ensinadas a não nos sentirmos boas o suficiente. Claro, não é uma coisa assim, escancarada, mas aquela mensagem quase que subliminar. Sempre temos que melhorar, nos ajustar, agradar, se enquadrar. É uma forma discreta de nos diminuir em todos os sentidos. Mudei minha postura na vida e quando sinto medo, vou com medo mesmo. Eu falo tanto sobre isso justamente porque sei que é uma luta diária. Tento passar para outras mulheres no Chá de Autoestima que autoconfiança e disciplina são exercícios, igual academia ou matemática. É preciso praticar e assim, ampliamos a nossa visão de nós mesmas e esse é o caminho para traçarmos mudanças reais e duradouras na nossas vidas.

CDG: E como trabalhar isso no dia a dia? É um processo de autoconhecimento também, certo?

Nuta: O primeiro passo é trabalhar o autoconhecimento. É deixar vir à tona a mulher que você é, não a que você acha que deve ser, ou as que os outros acreditam que você seja. E trabalhar o autoconhecimento é um conjunto de exercícios para deixar morrer o que tem que morrer, deixar aflorar o que tem que aflorar e trabalhar suas potências. Não existe fórmula mágica, existe vontade de olhar pra dentro e realmente viver o seu eu verdadeiro. Se amar, se aceitar e se entender não tem a ver com se acomodar ou fechar os olhos para as escolhas ruins que podemos fazer para nós mesmas. Tem a ver com ser responsável, escutar seu corpo, sua mente, seus sentimentos, entender e melhorar suas atitudes.É tomar pra si as responsabilidades sobre você mesma. 

Mas se eu pudesse dar dicas práticas eu diria o seguinte: não espere motivação para começar. O que vai te ajudar a sair do lugar é a disciplina, a força do hábito e é nessa construção que devemos colocar nosso foco. Disciplina é um exercício. Quando conseguimos mudar nossos hábitos ruins, percebemos que somos capazes de nos transformar e transformar nossa realidade. Mas é importante começar pequeno, uma mudança de cada vez, sair do 8 ou 80, sabe? Eu sempre digo que melhorar devagarinho, ainda significa melhorar. 


E você? Como lida com a sua autoestima para além da beleza? Conte pra gente aqui nos comentários!

O post Para entender a autoestima além da beleza apareceu primeiro em Lu Ferreira | Chata de Galocha!, e é de autoria de Redação Chata de Galocha.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.